PMJP define data de início de cursos profissionalizantes do Pronatec

Por - em 85

A Prefeitura Municipal de João Pessoa, (PMJP) através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), irá realizar uma reunião nesta segunda-feira, às 8 horas, com o Serviço Nacional do Comércio (Senac) e Serviço Nacional da Indústria (Senai), para definir o cronograma e os preparativos finais, para o início dos cursos de capacitação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) – Brasil Sem Miséria. As inscrições deverão começar nesta quinta-feira, 24, com beneficiários titulares ou dependentes do programa Bolsa Família, na faixa etária entre 18 e 59 anos de idade.

Inicialmente serão ofertadas 1.025 vagas de cursos profissionalizantes exclusivamente às pessoas inseridas no Cadastro Único. O Pronatec – Brasil Sem Miséria é uma ação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e com o Ministério do Trabalho e Emprego (TEM), no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A parceria garante uma série de programas e ações de incremento à formação técnica e profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade social, ainda neste ano.

Em João Pessoa, há 86 mil famílias cadastradas no CadÚnico, das quais 59.000 destas recebem o Bolsa Família. As articulações locais para o desenvolvimento do programa federal estão sendo conduzidas por Zuleide Pereira Barbosa, coordenadora de Proteção Especial Básica e Mércia de Lourdes Medeiros, coordenadora da Proteção Social Básica. A reunião será realizada na própria Sedes, no Centro Administrativo Municipal (CAM).

Conforme informações de Zuleide Pereira, a orientação expressa do MDS, é que os cursos sejam iniciados neste mês. “Estamos com um calendário a ser fechado essa semana”, informou ela, que apontou a segunda-feira (28), como o dia proposto para a aula inaugural dos cursos.

A primeira etapa, que será iniciada ainda em 2011, deverá atingir as 1.025 vagas. A segunda etapa, prevista para os meses de fevereiro e março, abrangerá mais 900 vagas. “Portanto, as pessoas que se inscreveram e que não foram chamadas inicialmente, automaticamente estarão inseridas na próxima etapa”, garantiu.

João Pessoa está entre as capitais que detém bolsões de pobreza. Na opinião do secretário Lau Siqueira, é consenso que “uma das estratégias mais eficazes para enfrentamento da pobreza, é a promoção de capacitação profissional, Com isso se possibilita a qualificação das pessoas para ampliar o acesso ao mercado de trabalho”, destaca.

Pré-requisitos e documentação – Qualquer membro da família poderá se matricular nos cursos, não havendo limite por família. De acordo com Zuleide, uma vez concluído um curso, o beneficiário poderá se matricular em outro curso, sem restrições.

Os alunos interessados serão inscritos e matriculados gratuitamente, de acordo com a disponibilidade de vagas indicadas no Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec/MEC), a ser operado pela PMJP e pelas unidades ofertantes.

Os documentos exigidos são: O número de Informação Social (NIS) da família e o Cadastro para Pessoas Físicas (CPF). A matrícula dos beneficiários do programa Bolsa Família nos cursos não implicará a perda do benefício.

Cursos:

Senac – 735 vagas para iniciar ainda em 2011.

– Alunos de 1º ao 4º ano:

– padeiro (32 vagas).

– Do 5º ao 9º ano, cursos:

– Manicure e pedicure (40 vagas), garçom básico (80 vagas), cabelereiro (200 vagas), vendedor (245 vagas), representante comercial (70 vagas), camareira em meio de hospedagem (hotel 40 vagas) recepcionista de evento (60 vagas);

Senai – 290 vagas:

– Alunos do 1º ao 4º ano:

– Cursos de instalador de aquecedor residenciais a gás (32 vagas), serígrafo (36 vagas em Unidade Móvel).

– 5º ao 9º ano:

– Instalador predial de tubulações de gás combustível (16 vagas), impressor offset (32 vagas), encadernador gráfico (32 vagas), montagem e manutenção de computadores (32 vagas), modelista (32 vagas), operador de computador (36 vagas), eletricista instalador predial de baixa tensão (42 vagas).

O Instituto Federal da Paraíba (IFPB), também parceiro, por uma questão de ordem administrativa, comunicou que somente terá condições para inicio dos cursos ofertados no exercício de 2012, pontualmente em março.

 

 

 

 

 

 

http://www.joaopessoa.pb.gov.br/portal/wp-admin/post-new.php