PMJP discute avanços e desafio das políticas públicas de gênero

Por - em 55

Os avanços e desafios das políticas públicas de gênero no contexto urbano foram discutidos durante o I Fórum Temático de Políticas Públicas para as Mulheres, que aconteceu na tarde de terça-feira (31), na Escola de Profissionais de Educação do Estado da Paraíba (Espep), em Mangabeira. A atividade foi coordenada pela Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e Orçamento Democrático.

Com a participação das gestoras da cidade de Fortaleza (CE), Maria Evenice Neta, coordenadora do Orçamento Participativo da cidade, e Naura Santos, que coordena o Eixo de Participação da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, o debate também foi prestigiado por parlamentares, secretários municipais, conselheiros e articuladores do Orçamento Democrático.

O secretário de Transparência Pública, Alexandre Urquiza, representou o prefeito Luciano Agra (PSB) e disse que esse é um momento muito importante para as políticas da cidade. “O diálogo direto com a população direciona o andamento das necessidades da comunidade. São as ações como as construções de novos Centros de Referências de Educação Infantis (Creis), casas e unidades de saúde que sempre são implantadas de acordo com as necessidades de cada comunidade”, observou.

A participação das gestoras de Fortaleza trouxe aos participantes do Fórum as experiências vividas pelo Orçamento Participativo temático da cidade. “O Orçamento Participativo possibilita a desconstrução de preconceitos existentes acerca do segmento de mulheres e visa a construção de propostas que atendam as necessidades de cada região”, disse Maria Evenice Neta.

A conselheira da terceira Região de Mangabeira III, Laudenice de Lima, destacou que debates temáticos como este aumentam a capacidade de interação com a população que nem sempre se interessa em discutir políticas públicas. “É preciso estimular a população para a participação popular e debater políticas públicas para as mulheres. Isso fortalece e garante mais mulheres nas discussões”.

“A maioria das plenárias do OD tem a participação ativa das mulheres. Nosso maior desafio é estimular a população para que seja sempre reivindicada as políticas públicas de gênero na cidade.”, disse a secretária Nézia Gomes. Segundo ela, a política do Orçamento Democrático é o caminho da democracia brasileira.