PMJP disponibiliza acesso à internet em 95% das escolas

Por - em 27

Noventa e cinco por cento das escolas da rede municipal de João Pessoa possuem acesso à internet, um número bem acima da média de outras cidades paraibanas. A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) conta atualmente com 87 escolas e 18 Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) com conexão, num total de 105 unidades com acesso à internet, além dos prédios administrativos da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec). Na rede municipal, 89 escolas já têm laboratórios de informática equipados com pelo menos 10 computadores cada.

Segundo levantamento do projeto Banda Larga nas Escolas, lançado em 2008 pelo Governo Federal, apenas cerca de 56% das escolas do país contam com internet. Dados da Secretaria de Ensino à Distância do Ministério da Educação e Cultura (MEC) apontam que atualmente 35.869 escolas públicas no país estão contempladas com o projeto Banda Larga, sendo 962 na Paraíba e 182 na cidade de João Pessoa. Dessas 182, metade são escolas municipais. 

No início de 2005, poucas unidades contavam com acesso à internet em João Pessoa. Essa situação foi sendo resolvida gradativamente através do contrato de telefonia da própria PMJP, mas foi no fim do ano de 2008 que a Cidade passou a contar com o projeto Banda Larga nas Escolas, do Governo Federal. João Pessoa foi a primeira do Estado a assinar formalmente o convênio para instalação de internet banda larga em todas as unidades até o fim de 2010. “Em algumas unidades de ensino ainda não existe espaço físico adequado para instalar laboratórios de informática, mas isso será solucionado com a sequência de melhorias estruturais que estamos viabilizando”, revelou a secretária de Educação, Ariane Sá.

Segundo o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação, Fabrício Feitosa, todas essas ações tem como objetivo principal disponibilizar as tecnologias para melhorar a qualidade do ensino público. “Os laboratórios de informática e o acesso à internet em todas as unidades são metas perseguidas diariamente para que possamos ter uma estrutura na rede municipal, onde possamos levar a inclusão digital a cada canto da cidade, e dar aos alunos da rede municipal a possibilidade de estarem em pé de igualdade com qualquer aluno de instituição pública ou particular”, disse Fabrício Feitosa.

Além dos benefícios para o aluno, o acesso à internet nas unidades é importante também para auxiliar nos processos administrativos, no gerenciamento e monitoramento das unidades, dando a possibilidade de implantar soluções que venham a auxiliar os diretores na gerência da escola.

Banda Larga – O Programa Banda Larga nas Escolas resulta de um compromisso voluntário das concessionárias de telefonia fixa firmado na ocasião da mudança do Plano Geral de Metas para a Universalização (PGMU) do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC). O Ministério das Comunicações trabalhou para que as empresas de telefonia trocassem a obrigação de levar os Postos de Serviços de Telecomunicações a todos os municípios até o fim de 2010 pelo compromisso de instalar o chamado ‘backhaul’, a rede de telecomunicações de alta velocidade capaz de chegar aos municípios do país.