PMJP e BID elaboram metas de investimento no sistema viário

Por - em 37

Durante a manhã desta terça-feira (01), o prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, se reuniu com uma equipe do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para discutir metas e estratégias de um convênio de cooperação técnica que será assinado entre essa instituição internacional e a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), no próximo mês de março. Os recursos a serem repassados pelo banco equivalem a 400 mil dólares – mais a contrapartida de 100 mil dólares da PMJP –, e serão investidos na elaboração de um plano de mobilidade sustentável que traga melhorias no sistema viário e de transportes públicos de João Pessoa e reduza a emissão de gases nocivos no ar.

A reunião aconteceu no Centro Administrativo Municipal (CAM) e contou com a participação do especialista em Transportes do BID, Paulo Carvalho, dos consultores técnicos do Institute for Transportation & Development Policy (ITDP), Juliana Antunes e Ramiro Ríos, e da secretária de Planejamento, Estelizabel Bezerra, entre outros assessores da prefeitura.

“Esta foi a condição do BID para a adesão ao nosso plano: que o projeto contemplasse o cuidado com o meio ambiente. Então será um trabalho intersetorial, desde a elaboração e execução até a posterior avaliação do projeto. Depois de quase 30 anos, vamos renovar o nosso sistema de transporte público – e tudo caracterizado pela legitimação social, com a realização de audiências públicas em cada etapa”, ressaltou Luciano Agra.

Para conseguir os recursos necessários à implantação da malha viária e à aquisição dos equipamentos (como ônibus, terminais e abrigos, entre outros), a PMJP partirá do plano de mobilidade urbana sustentável que já começou a ser traçado com essa visita. “Coletaremos dados e visitaremos os locais de maior fluxo de João Pessoa, com o intuito de conhecer as suas especificidades”, adiantou Juliana Antunes, diretora de Gestão da Mobilidade da ITDP. A partir desses dados, ela e Ramiro Ríos, desenvolverão vários tópicos de interesse, entre eles, um com foco no sistema Bus Rapid Transit (ou BRT) envolvendo a área central e a Avenida Epitácio Pessoa – o sistema lembra um metrô de superfície que melhora o trânsito e reduz a poluição a um custo menor do que a construção de novas linhas de metrô.

A reunião também contou com a presença de Adalberto de Araújo Filho, diretor de Transportes da Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans), Valéria Miranda, coordenadora da Unidade Executora da Seplan, e Nilton Pereira, consultor da PMJP. O prefeito explica que a solicitação ao BID foi feita no final de 2009, a partir de novos estudos para a elaboração de um projeto mais amplo de transportes a ser aplicado pela PMJP em pontos críticos da cidade. “São soluções mais amplas, que ainda demandam novos estudos e que, em médio e longo prazo, deverão reduzir consideravelmente os problemas de circulação viária em algumas áreas de João Pessoa”, disse.

A ITDP, organização americana para a qual os consultores contratados pelo BID trabalham, desenvolve, em várias cidades ao redor do mundo, soluções de transporte sustentáveis que sejam livres da emissão de gases de efeito estufa, reduzam a pobreza e melhorem a qualidade de vida urbana (além de João Pessoa, projetos semelhantes serão desenvolvidos no Rio de Janeiro, em Buenos Aires, Argentina, e em Asunción, Paraguai).