PMJP e Consea realizam 2ª Conferência de Segurança Alimentar

Por - em 29

O secretário do Desenvolvimento Social, Lau Siqueira, representando o prefeito Luciano Agra, abriu na manhã deste domingo (24) a 2ª Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, no auditório da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba.

No discurso de abertura, Lau reafirmou o compromisso da gestão municipal com a efetivação da política de segurança alimentar e nutricional da Capital. “Essa política tem a ver com a política de saúde e educação. Boa parte dos problemas enfrentados na área de saúde e educação tem uma relação direta com diferentes graus de desnutrição das crianças, o que compromete e é responsável pelo baixo índice de aprendizagem”, avaliou.

Com base no tema “Alimentação adequada e saudável: Direito de Todos”, cerca de 300 pessoas,  representantes de entidades civis, técnicos da prefeitura e estudantes discutiram propostas e estratégias para a efetivação e fortalecimento da política que faça valer o direito à alimentação e provimento à soberania alimentar e nutricional da população.

Segundo Lau, esse é um problema que se deve tratar com delicadeza e compromisso. Citou o Banco de Alimentos e a implementação de cinco Cozinhas Comunitárias, como ações que vem sendo desenvolvidas para o atendimento à política municipal. “O eixo que considero importante é o que trata dos avanços e ameaças e as perspectivas para a efetivação do direito humano à alimentação saudável” disse ele, lembrando que a Sedes tem buscado cada vez mais melhorar a qualidade dos alimentos do Banco de Alimentos.

A solenidade de abertura contou com a presença da presidente do Consea, entidade parceira no evento, Vernay Teotônio Ramalho, autoridades locais, representações de entidades civis e o vereador Ubiratan Pereira, o Bira, propositor do Projeto Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, já aprovado pela Câmara Municipal de João Pessoa.

O vereador Bira destacou que em breve o projeto será sancionado pelo prefeito Luciano Agra. A lei, segundo ele, garantirá a integração das ferramentas dos programas da prefeitura e outras entidades locais. A sanção da lei irá consolidar o “ Fome Zero”, programa federal que tem como eixo acabar com a fome do país.

A Conferência será encerrada com a escolha dos 66 delegados, 44 da sociedade civil e 22 governamentais, que representarão João Pessoa na III Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional da Paraíba.