PMJP encerra concurso de jardins e entrega a premiação aos vencedores

Por - em 50

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) encerrou na tarde desta quinta-feira (4) a terceira edição do concurso ‘Jardins da Cidade de João Pessoa’, com a entrega dos prêmios aos vencedores em solenidade realizada no auditório do Paço Municipal, situado na praça Pedro Américo, Centro da Capital.

O concurso foi criado em 2005 pela Secretaria de Meio Ambiente (Semam) e tem como objetivo principal estimular na população de João Pessoa o gosto pela jardinagem ecológica através da preservação e uso paisagístico de plantas nativas. Todos os jardins têm que estar situados na capital paraibana e com característica permanente, ou seja, que não sejam removíveis ou montados apenas para o concurso, mas que façam parte constante do ambiente.

Este ano foram inscritos 32 jardins, sendo 23 na categoria residência e 9 na categoria empresa ou instituição. Uma comissão julgadora composta por 11 integrantes avaliou os jardins de acordo com os critérios estabelecidos pela organização do concurso, que levou em consideração o grau de preservação ou recuperação da flora local, o respeito à permeabilidade e topografia do terreno e a arborização de calçadas.

Comissão julgadora – Integraram a Comissão – na condição de voluntários – Anderson Fontes (Semam) e Cristiana Cavalcanti (Secretaria de Desenvolvimento Urbano), ambos engenheiros agrônomos; Edilson Parra (Semam); os arquitetos Edson Leite Ribeiro (Universidade Federal da Paraíba – UFPB), Niedja Brito Lemos (Secretaria de Planejamento), Sônia Matos (Centro Universitário de João Pessoa – Unipê), Valéria von Buldring (Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB) e Raglan Gondim (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico – IPHAEP) e os biólogos Maria do Socorro Santos (Ibama), Severina Acioli de Souza (Associação Paraibana dos Amigos da Natureza – APAN) e Pedro Juscelino Filho (UFPB).

Premiados – Os jardins vencedores receberam prêmios variados cedidos pela ‘ArtCasa’, ‘Cimpor – Cimentos do Brasil Ltda.’ e pelo artista plástico Sílvio Feitosa. Os premiados terão também assistência nos cuidados com seus jardins durante seis meses.

Categoria residencial
– 1º lugar: Marisa Souto Maior Arruda (Miramar); 2º lugar: Beranger Araújo (Bairro dos Ipês) e 3º lugar: Maria Auxiliadora Vieira de Melo (Água Fria).

Categoria empresarial – 1º lugar: Usina Cultural Saelpa; 2º lugar: Cultura Inglesa e 3º lugar: Clínica de Psicanálise Jean Laplanche.