PMJP encerra oficina sobre trabalhos manuais através de reciclagem

Por - em 64

A Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, realizou na tarde dessa terça-feira (5) a entrega dos certificados da oficina “Nem tudo que é descartado é Lixo”, para as mulheres da Associação de Mãos dadas pela Vida das Mulheres, Crianças e Adolescente (Potiron), localizada na comunidade Bela Vista, no Cristo.

A oficina foi desenvolvida entre os meses de junho e agosto de 2011, utilizando técnicas de trabalhos manuais, produzidas a partir de materiais reciclados, com o objetivo de oportunizar às mulheres o desenvolvimento de trabalhos em grupos e o empreendedorismo.

Com a reciclagem de banners, as mulheres da Potiron produziram sapateiros, nécessaire, porta canetas, porta moedas, mochilas, bolsa para viagem, sacola para feira, entre tantos outros acessórios.

“Essa oficina faz parte de um processo de capacitação do grupo, que já vem participando de outras formações, sempre com direcionamento às questões ambientais. Com o bom resultado deste trabalho, o grupo agora pensa em montar uma cooperativa e expandir a produção, não só de materiais reciclados, mas também de outros produtos artesanais”, disse a conselheira da Potiron, Laurineide Laureano.

Segundo uma das participantes da oficina, Nazarete Justino, o curso com material reciclado tem sido muito proveitoso para as mulheres da Potiron. “Nossos produtos estão sendo bem aceitos pela população e, inclusive, já estamos participando de exposições pela cidade, garantindo bom rendimento nas vendas”.

A instrutora e idealizadora do projeto, Denise Rodrigues, falou da importância que a Secretaria das Mulheres deu à proposta.  “A Secretaria teve um papel importante na formação dessa equipe. Fiquei muito feliz com o resultado do projeto e com tudo o que elas estão ganhando aqui, principalmente na valorização da autoestima”, disse.

Roda de Diálogo – Durante a entrega dos certificados, as mulheres também puderam contar com a colaboração do integrante da Incubadora de Empreendimento Solidários (Incubes), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Edinaldo Rosendo, que tirou dúvidas acerca do cooperativismo.

“É muito importante que o grupo esteja orientado quanto aos objetivos da formação de uma cooperativa ou qualquer outro tipo de empreendimento. Com o crescimento da Associação, nada melhor que avançar na construção de novos desafios para essas mulheres”, disse Edinaldo.