PMJP entrega 21 casas do Residencial Alvorada e garante infraestrutura

Por - em 51

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) entregou mais 21 casas do Residencial Alvorada, no bairro Alto do Céu. No final de outubro, outras 15 famílias deverão ocupar as casas que faltam para completar as 55 do conjunto habitacional. Incluindo obras de infraestrutura no entorno, a PMJP investiu R$ 1,148 milhão de recursos próprios e mais R$ 288 mil do Governo Federal, pelo Programa de Subsídio de Habitação e Interesse Social (PSH), somando R$ 1,436 milhão.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, fez a entrega simbólica das chaves e disse estar feliz em proporcionar a solução aos problemas dos ex-moradores do Riacho da Bomba. “Aqui os moradores têm no entorno ruas calçadas, água, luz, coleta de lixo, transporte, iluminação pública, escolas municipais e postos de saúde. O próximo passo será a regularização fundiária, com a posse de escritura das casas”, disse.

Segundo o secretário municipal de Habitação, José Guilherme, os recursos foram empregados na construção das 55 casas e nas obras de drenagem, pavimentação, esgoto, muro de arrimo e aterramento necessários para a área. “Trouxemos iluminação pública para o local e ampliamos a rede de abastecimento de água”, contou. No ano passado, foram entregues 19 casas do Alvorada.

A política de habitação municipal da PMJP deve finalizar, neste ano, a entrega de seis mil unidades, superando as cinco mil construídas de 2005 a março de 2010. As obras são possibilitadas devido aos recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb), criado no Plano Diretor da cidade para beneficiar as Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis).

Mais casas – De acordo com o secretário José Guilherme, no entorno do Residencial Alvorada ainda serão construídas 500 unidades habitacionais pelo PAC Sanhauá, movendo para lá os moradores da Comunidade do S. O projeto está em processo de licitação.

No próximo mês, está prevista a entrega de 1.240 unidades do residencial Irmã Dulce, no Colinas do Sul, e, em outubro, de 576 unidades do residencial Jardim Veneza, na comunidade de mesmo nome.

Casa própria – A moradora do Residencial Alvorada Sebastiana Luzia recebeu as chaves de sua casa das mãos do prefeito Luciano Agra. “A vida era muito triste no Riacho da Bomba, mas agora posso criar meus filhos com melhores condições”, disse. Outra moradora, Ana Aparecida, destacou o fato de não sofrer mais com problemas de alagamento, sofrendo o risco constante de perder os pertences no período das chuvas. “A vida está mais tranquila e segura. Ganhei na loteria!”, exclamou.

As casas do residencial Alvorada têm área de 37 metros quadrados, com dois quartos, sala, banheiro, cozinha, área de serviço e quintal.