PMJP entrega nova sede do Programa Bolsa Família à população da Capital

Por - em 107

Os usuários que fazem parte das mais de 60 mil famílias inscritas no Programa Bolsa Família, em João Pessoa, já estão sendo atendidos em uma nova sede, situada na Avenida Dom Pedro I, 849, no Centro da Capital. A unidade foi inaugurada pelo prefeito Luciano Agra nesta sexta-feira (24) e deverá atender a cerca de 400 pessoas por dia. No local, também serão realizados os atendimentos aos usuários do Cadastro Único, Bolsa Universitária, Programa de Atenção a Pessoa Idosa (Papi) e Núcleo de Atendimento de Freqüência Escolar.

Na entrega do novo prédio, que compõe a rede da Secretaria de Desenvolvimento Social do Município (Sedes), Agra destacou que o atendimento no novo prédio terá mais qualidade. “Garantimos acomodações melhores, mais conforto e mais condições de acessibilidade às famílias que diariamente recorrem a esses serviços”, disse.

A dona de casa Andréa Verônica Batista esteve na nova sede nesta manhã, para inscrever a filha mais nova, de 3 meses de idade, no programa Bolsa Família. “Agora está mais espaçoso e mais confortável. Bem melhor”, disse ela, mãe de outros dois filhos e beneficiária do programa há nove anos.

O secretário de Desenvolvimento Social, Antônio Jácome, ressaltou os investimentos da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) na melhoria da rede atendimento aos usuários do programa, formado por famílias em situação de pobreza (com renda mensal per capita de R$ 70 a R$ 140) e extrema pobreza (com renda mensal per capita de até R$ 70). “O Bolsa Família está conseguindo melhorar a vida de muitas pessoas. Com a nova sede, teremos um espaço mais digno para atender a todos”, ressaltou.

Serviços – Além das famílias inscritas no Bolsa Família, o prédio também passa a ser a sede do Cadastro Único, conhecido como CadÚnico. Atualmente, João Pessoa possui mais de 102 mil famílias inscritas nesse instrumento, que funciona para a coleta de dados e informações com o objetivo de identificar as famílias de baixa renda existentes na cidade.

Já o programa Bolsa Universitária atende a 150 estudantes universitários, que recebem uma bolsa de 1/3 a ½ salário mínimo. O novo prédio também será ponto central para atendimento ao Papi, formado atualmente por 51 grupos de convivência de idosos em diversos bairros, totalizando três mil pessoas atendidas.