PMJP entrega sala de pequenas cirurgias no Cais de Jaguaribe

Por - em 31

A primeira sala de referência municipal para pequenas cirurgias do Cais de Jaguaribe foi entregue na manhã desta segunda-feira (16). Mais de 400 atendimentos mensais deverão ser realizados nas áreas de cirurgia geral, angiologia, ginecologia, dermatologia e proctologia. A solenidade contou com a presença do prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB).

O paciente também poderá fazer procedimentos cirúrgicos nas vias respiratórias aéreas superiores (cabeça e pescoço), no aparelho circulatório, ginecológico, além de intervenções no sistema digestivo.

O serviço contará com especialistas em cinco áreas cirúrgicas (geral, angiologia, ginecologia, dermatologia e proctologia). Ao todo, o ambiente terá 12 médicos, além de dois profissionais de enfermagem, oito técnicos de enfermagem, dois recepcionistas e duas pessoas de apoio.

“Se a gente não organizar a rede de saúde, não será possível dar conta da demanda que vem de João Pessoa e até de outras cidades. Esse novo espaço no Cais vai ajudar a retirar o fluxo de pessoas que antes se dirigiam aos hospitais para fazer pequenas intervenções e exames laboratoriais”, destacou o prefeito.

Durante discurso, Ricardo Coutinho lembrou ainda os investimentos que vêm sendo feitos na rede municipal de saúde pela atual administração pública. Em três anos e meio, por exemplo, 66 Unidades de Saúde da Família foram transferidas para locais com melhor estrutura. Além disso, toda rede hospitalar da cidade está passando atualmente por reformas estruturais.

Outros exemplos citados pelo prefeito foram a construção do Ortotrauma, que será entregue ainda este mês à população, e Hospital do Valentina, obra que deverá ser inaugurada no segundo semestre.

A secretária de saúde, Roseana Meira, enfatizou a luta constante pela melhoria da estrutura e da qualidade de atendimento. “As pessoas agora mão precisam mais buscar os hospitais para fazerem pequenos procedimentos. Estamos possibilitando agora um serviço de referência, com grande qualidade”, afirmou. “Nossa grande luta também que é pela humanização do atendimento e isso não se faz por decreto, mas por compromisso”, acrescentou.