PMJP entrega UTI do Santa Isabel totalmente reformada

Por - em 75

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) São Lucas do Hospital Santa Isabel foi entregue à população na manhã desta segunda-feira (28), com a presença do prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB). A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) realizou uma reforma completa, ampliou e modernizou o equipamento, gerando um aumento no número de leitos de seis para dez, sendo um deles destinado ao isolamento.

Na ocasião, Ricardo Coutinho disse que além do Santa Isabel, toda a rede hospitalar municipal está em reforma ou construção, a exemplo do Ortotrauma em Mangabeira, que será inaugurado em junho. “Com a inauguração do Ortotrauma, a urgência do Santa Isabel será transferida para lá. Com isso começaremos imediatamente uma forte reforma nessa ala do Hospital”, disse o prefeito. Sobre a recuperação, ele relatou que o Santa Isabel vem passando por melhorias permanentes desde o início da gestão e “a UTI foi feita com muita responsabilidade e qualidade”.

A reforma – Os serviços de recuperação da parte física custaram R$ 335 mil, englobando a reforma de toda rede hidráulica e elétrica, implantação da estrutura de climatização e sonorização de última geração, aquisição de equipamentos modernos, além da capacitação de todos os profissionais que integram a equipe multidisciplinar, composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, fisioterapeutas e assistentes sociais.

A secretária municipal de Saúde, Roseana Meira, presente à cerimônia de inauguração, disse que a UTI São Lucas foi pensada nos mínimos detalhes e a humanização é o ponto mais importante da obra. “Sabemos que os pacientes que chegam na UTI estão muito fragilizados e, por isso, pensamos em construir um equipamento que trouxesse mais humanização e esperança a eles”, explicou a secretária.

Funcionamento – Os leitos no setor de UTI são disponibilizados para pacientes com quadro clínico grave, descontrole respiratório, quadro de acidente vascular cerebral (AVC) e politraumatismo. No período em que o paciente estiver internado, ele poderá receber duas visitas diárias, das 10h às 11h, onde a equipe multidisciplinar tirará todas as dúvidas sobre o estado clínico dele, e às 15h com acesso a todos os parentes. Esses passarão por um acolhimento na chegada e terão informações do quadro clínico durante a permanência do enfermo na unidade, bem como orientações necessárias no momento em que for dada a alta hospitalar.