PMJP faz parceria com Tintas Coral para revitalizar Centro Histórico

Por - em 97

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Coordenadoria do Patrimônio Cultural de João Pessoa (Copac/SEPLAN), firmou parceria com a Tintas Coral para revitalização de algumas áreas do Centro Histórico da Capital por meio do projeto “Tudo de cor para você”. Os locais específicos devem ser definidos em breve e o projeto “Tudo de cor para João Pessoa” já se inicia no dia 16 de abril.

Segundo Rosangela Toscano, diretora de planejamento da Copac, a escolha valoriza o Centro Histórico, enquanto patrimônio cultural da cidade. “A ação deste projeto contribui para a preservação do nosso patrimônio edificado e também deixa a cidade mais bonita, valorizando o espaço urbano e atraindo as atenções. Além disso, desperta a cidadania, através da satisfação e o sentimento de pertencimento da população”, explicou.

O especialista de marketing e coordenador do “Tudo de cor para João Pessoa”, Michael Stachera falou que o projeto engloba quatro etapas: a escolha do local, o diálogo com autoridades e comunidade local, a execução do projeto e a celebração da parceria. “Levamos em consideração a beleza arquitetônica da cidade, a sua história e a relevância que ela tem para a comunidade. A partir daí, fazemos contato com os órgãos responsáveis e começamos a transformação do local”, afirmou.

De acordo com Michael, o projeto é muito mais do que a revitalização do local escolhido através da pintura. “A missão da Coral é levar cor para a vida das pessoas e, por meio desse projeto de pintura, nós agregamos um treinamento para a comunidade, que participa ativamente do processo. Despertamos, assim, o senso patrimonial e mostramos para essas pessoas o quanto é importante o ambiente em que elas vivem”, ressaltou.

Início do trabalho – A previsão é que a realização da obra dure 10 semanas. A própria Coral é quem se responsabiliza pela execução e contratação de mão de obra. “O nosso interesse é envolver a comunidade local nesse processo. Então, contratamos uma empresa responsável pela execução e também inserimos pessoas da própria cidade para serem capacitadas, gerando oportunidades de trabalho”, afirmou Stachera.

Ele lembrou que a escolha de João Pessoa passou por um critério bem específico e atípico que foi o envolvimento dos próprios moradores na escolha da cidade pela internet. “Ano passado, durante os meses de maio a junho, houve uma campanha muito ativa no twitter pedindo para que João Pessoa fosse a próxima cidade contemplada com o projeto da Coral. A campanha surpreendeu pela adesão e isso também foi avaliado”, revelou.