PMJP firma novos contratos de empréstimos com 202 empreendedores

Por - em 48

Duzentos e dois empreendedores firmaram contratos de empréstimos do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), na manhã desta terça-feira (10). O montante do financiamento contratado foi de R$ 586.700,00. O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, esteve presente na solenidade e destacou o fortalecimento econômico que o programa proporciona à população trabalhadora da cidade.

“Desde o ano de 2005, o Empreender-JP vem fortalecendo a economia local com a concessão de microcrédito. Já são mais de 17 mil contratos assinados e financiamento superior a R$ 36 milhões. Infelizmente, nós não temos um banco público na cidade para apoiar os microempreendedores, mas o Empreender-JP tem esta função, inclusive, com as 14 linhas de que dispomos, considerando as necessidades de cada categoria”, afirmou Luciano Agra.

Segundo o prefeito, o Empreender-JP representa um mecanismo de transferência de renda e ajuda na redução do desemprego em João Pessoa. Considerando os 17 mil contratos assinados, ele calcula haver um impacto positivo sobre uma média de 60 mil habitantes da Capital.

O secretário de Trabalho, Produção e Renda, Raimundo Nunes, que gere o Empreender-JP, destaca o sucesso do programa por meio das experiências criadas em outras cidades do Brasil e do exterior, com base no programa da PMJP. “A Lei que criou o Empreender-JP já foi copiada por 23 municípios brasileiros, e na cidade de Houston, nos Estados Unidos, ela foi utilizada no sistema prisional. Outra experiência será a de um consórcio entre 33 municípios nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais”, disse Raimundo.

Beneficiados – Marilene Oliveira representou os empreendedores na solenidade e se disse muito agradecida em receber o crédito pela terceira vez. “Eu tenho uma barraca de lanches e fui ampliando e melhorando o serviço com o dinheiro do Empreender-JP”, disse. Ela foi contemplada com R$ 2.400,00.

Já Vanclecia Gomes vai investir R$ 2.200,00 no negócio que montou com o marido há nove meses para vender cesta básica. “Eu já tenho um bom número de clientes, mas quero continuar crescendo. Para isto, preciso de crédito para comprar mais mercadorias. Parte deste dinheiro vou usar para retomar a revenda de roupas”.

Dilma Batista, que recebeu R$ 1.800,00, também vai usar uma parte do crédito em compra de roupas para revenda. O restante ela vai investir no ramo da beleza. “Quero ser cabeleireira para atender em domicílio. Com o empréstimo, faço o curso e adquiro os materiais. Daí, nas visitas aos clientes, aproveito para vender as roupas também”.

Linha Número de contratos Valor
Tradicional 112 R$ 309.800
50 + 64 R$ 149.400
Capital de Giro 10 R$ 57.300
Mulher 7 R$ 17.100
Mercado Público 6 R$ 41.300
Jovem 2 R$ 6.700
Comerciantes Informais 1 R$ 5.100
Total 202 R$ 586.70