PMJP garante abrigo e alimentos às famílias atingidas pelas chuvas

Por - em 21

Em decorrência das fortes chuvas que caíram desde a última segunda-feira (16) na Capital, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), numa ação de sua Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), vem realizando um trabalho de monitoramento, acompanhamento e relocação de famílias em casos de residências que foram interditadas. Os principais atendimentos aconteceram nas Comunidades Chatuba, Paulo Afonso, Saturnino de Brito, Riachinho (Tito Silva), Padre Hildon Bandeira e Róger.

No total, 14 casas tiveram que ser interditadas por apresentarem risco iminente para as famílias, oito delas na Comunidade Paulo Afonso e seis na Saturnino de Brito. Atualmente, quatro famílias da Comunidade Riachão estão abrigadas na Escola Municipal João Vinagre, situada no Bairro do Miramar, onde receberam colchões, cobertores e cestas básicas. Nas demais localidades, não houve necessidade de relocação.

Segundo informações da diretora de Organização Comunitária e Participação Popular da Sedes, Cassandra Figueiredo, o número de casos das famílias prejudicadas pelas chuvas na Capital vem diminuindo a cada ano. “Mesmo ainda existindo ocorrências, a demanda está diminuindo gradativamente. As famílias que estão na Escola João Vinagre aos poucos voltarão para suas casas”. Ela ainda explicou que as ações de combate as enchentes e o Programa de Subsídio Habitacional da PMJP são os principais responsáveis pela queda nas necessidades de atendimento.

“Desde o início da atual gestão, vem sendo realizado um trabalho constante de conscientização das famílias. Além disso, a população está vivenciando uma nova realidade. Algumas famílias que viviam em áreas de risco, agora moram em casas que oferecem segurança e mais conforto. Existe ainda uma grande demanda, mas várias dessas famílias atingidas nesse período já se encontram cadastradas no PSH”, informou Cassandra.