PMJP inaugura Centro Popular de Serviços, nesta quinta-feira

Por - em 39

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) inaugura às 10h desta quinta-feira (24) o Centro Popular de Serviços (CPS), instalado na rua Frutuoso Barbosa, no Centro de João Pessoa. O equipamento, construído através de financiamento do Programa de Desenvolvimento Regional Sustentável (DRS) do Banco do Brasil, vai abrigar 60 comerciantes que consertavam e vendiam objetos debaixo de sol e chuva nas ruas da cidade. São amoladores, sapateiros, relojoeiros e chaveiros que estão ganhando um espaço próprio para oferecer seus serviços à população.

O CPS tem uma área total de 483 metros quadrados, ocupados por 42 boxes. Segundo o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Francisco Ferreira, há boxes que serão ocupados por dois comerciantes que executam atividades que exigem pouco espaço, como conserto de relógios e amolação de tesouras e alicates. O tamanho do boxe varia de acordo com a atividade comercial a ser exercida no local. Dez deles têm quatro metros quadrados; 14 possuem 3,40 metros quadrados; 16 têm 2,17 metros quadrados e dois medem oito metros quadrados. Esses últimos são maiores porque abrigarão lanchonetes.

O Centro Popular de Serviços, além de espaços definidos para comercialização, terá uma área para a praça de alimentação, duas baterias de banheiros masculinos e femininos (cada uma com um banheiro adaptado para cadeirantes). O local também foi construído dentro do projeto de acessibilidade executado pela Prefeitura de João Pessoa, com rampas e corrimãos que permitem o acesso de pessoas com deficiências.

Foram investidos na obra cerca de R$ 333 mil. Desse total, 20% como contrapartida da Prefeitura e o restante financiado diretamente aos comerciantes, através de convênio entre o Município e o BB. O valor da prestação que cada comerciante pagará pelo seu box vai depender do tamanho do espaço adquirido. Esses boxes foram financiados em até 96 meses e a distribuição dos comerciantes no CPS definida através de sorteio. O local será administrado por uma equipe composta por representantes da Prefeitura e dos comerciantes.