PMJP inicia entrega das chaves no Mercado de Cruz das Armas

Por - em 65

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) entrega nesta segunda-feira (7) as primeiras chaves de boxes do Mercado de Cruz das Armas após a conclusão da reforma do equipamento. A entrega será feira a partir das 10h, pelo prefeito Luciano Agra, aos 70 comerciantes que trabalham na feira local, durante uma solenidade no auditório do Centro Administrativo Municipal, em Água Fria.

Os comerciantes que receberão as chaves estavam desenvolvendo suas atividades em uma estrutura montada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) na lateral do Mercado durante toda a reforma. “A entrega das chaves é mais uma fase do processo de revitalização daquele importante equipamento público”, ressalta o secretário da Sedurb, Ivan Burity.

O titular da Pasta acrescenta que a inauguração do equipamento só deve ocorrer depois que todos os 152 comerciantes cadastrados estejam ocupando os novos boxes. “Após receberem as chaves os comerciantes terão financiamento do Empreender/JP com objetivo de equipar cada um dos pontos comerciais. Somente após a conclusão deste processo e com o mercado em pleno funcionamento é que faremos a inauguração”.

Investimento – Com investimento total em torno de R$ 2 milhões, o Mercado de Cruz das Armas se transformou em um mercado modelo para a cidade de João Pessoa. Assim como ocorre em todas as obras da PMJP, um dos pontos fundamentais do projeto foi a acessibilidade, por isso o mercado conta com diversas rampas, corrimãos e barras de segurança. Os boxes estão mais higiênicos e seguem padrões de qualidade. O local ainda conta com um auditório com capacidade para 50 pessoas e duas baterias de banheiros para atender aos comerciantes e consumidores.

Melhorias – As obras de reforma foram iniciadas em 2010 para atender uma antiga reivindicação dos comerciantes e moradores do bairro que possui o mesmo nome. A previsão de entrega era em 2011, mas a antecipação do período de chuvas e o trabalho de relocação dos comerciantes estenderam o cronograma até 2012. Apesar disso, todo o projeto foi concebido visando atender as necessidades dos usuários do equipamento e melhorar a qualidade do serviço de abastecimento alimentar na localidade.