PMJP inicia nova etapa de duplicação da Avenida Pedro II

Por - em 76

As obras de alargamento da avenida Pedro II, em João Pessoa, serão iniciadas na próxima segunda-feira (20). O projeto dá seqüência ao Plano Viário do Governo Municipal para a Capital, que compreende a recuperação e implantação de pavimento, com prioridade às vias onde trafegam os transportes coletivos. As ações serão executadas pela Secretaria de Infra-Estrutura (Seinfra).

A primeira etapa, recentemente inaugurada pela PMJP, foi executada entre o girador do Castelo Branco até a entrada do Bairro dos Bancários (em frente ao campus a Universidade Federal da Paraíba-UFPB). As duas etapas foram orçadas em R$ 2,7 milhões, com recursos financiados pela Caixa Econômica Federal (CEF), Ministério das Cidades e Prefeitura de João Pessoa (PMJP).

Serviços preliminares – Em princípio, será feita a supressão das árvores que estão no trecho e a construção do muro da Rádio Tabajara, para posteriormente haver a demolição do muro existente. Cinco casas da Comunidade São Rafael também serão demolidas, já que foi concluída a negociação entre a PMJP e os moradores para viabilizar a relocação das famílias.

Nesse primeiro momento haverá também o alargamento da ponte sobre o rio Jaguaribe, bem como o remanejamento da rede de fiação da Saelpa e da Telemar. Depois, serão executados os serviços de drenagem, terraplenagem e pavimentação, bem como obras complementares de meio-fio, calçadas, iluminação ornamental e sinalização (horizontal e vertical).

Galeria – Dentre os serviços de drenagem, será executada uma galeria entre o viaduto até o acesso para o bairro da Torre. O diretor de Obras da Seinfra, engenheiro Rodrigo Marques, explicou que não haverá intervenção direta no viaduto, neste primeiro momento. A galeria existente será substituída e coberta para compor o pavimento. Durante as ações iniciais não será necessário interromper o tráfego de veículos.

Faixas – Todas as ações serão executadas do lado direito da via (sentido bairro/centro), no trecho entre o girador da UFPB e a avenida Rui Barbosa, no bairro da Torre, cerca de dois quilômetros de extensão. Com o alargamento, a via passará a ter oito metros de largura e mais duas faixas de rolamento. A mureta central, que divide a avenida, será deslocada e cada sentido da via contará com três faixas de rolamento.