PMJP inicia obra de contenção de barreira no Baixo Róger

Por - em 21

A partir da próxima semana a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vai dar início as obras de contenção da barreira localizada na Comunidade Terra do Nunca, no Baixo Róger. A ordem de serviço autorizando o início dos trabalhos foi assinada nesta quarta-feira (29) pelo prefeito Luciano Agra, durante evento na própria comunidade. Serão investidos pela prefeitura aproximadamente R$ 180 mil e a previsão é que todo o trabalho esteja concluído em 60 dias.

“A prefeitura de João Pessoa retoma os investimentos em obras na comunidade Terra do Nunca e com um empreendimento de extrema necessidade para evitar futuros transtornos aos próprios moradores e também para a população que transita às margens da barreira. Além disso, será a primeira vez que será adotada em João Pessoa uma técnica de engenharia ambiental como a que será utilizada para proteger e preservar essa área da barreira”, ressaltou o prefeito.

O secretário de Infraestrutura da PMJP (Seinfra), João Azevedo, explicou que para a contenção da barreira, serão construídos mais 25 metros de um muro de arrimo, além do que já existe atualmente. Além disso, será feito todo um trabalho de proteção sobre a área de vegetação, principalmente na parte do talude que já apresenta problemas na estrutura, às margens da Rua Monsenhor José Coutinho. “Esta será a primeira intervenção que será feita nestes moldes e que irá funcionar como projeto piloto de proteção a outras encostas em João Pessoa”, destacou o secretário.

Para proteger a barreira e evitar futuros desabamentos, será realizada toda uma limpeza da vegetação, drenagem e preenchimento da rocha. Mais que isso, a empresa responsável pela obra irá utilizar uma técnica chamada de hidrosemeadura, em que é colocada uma manta sobre a barreira onde são jogadas sementes misturadas a um produto geofixador para dar origem ao capim e, com isso, completar o reflorestamento da área afetada e que sofra riscos de desabamentos.

“A partir deste trabalho, continuaremos fazendo novos estudos no local para qualquer outra intervenção caso seja necessário”, reforçou o empresário Gutemberg Feitosa, sócio da construtora responsável pela obra.

Investimentos – Entre as intervenções realizadas pela PMJP na comunidade Terra do Nunca, foram entregues aos moradores 57 casas construídas dentro do Programa de Subsídio Habitacional (PSH). As casas foram construídas em substituição aos barracos e casas de alvenaria de estrutura precária antes existentes no local. A PMJP também realizou todo o trabalho de construção de rede de esgotos, pavimentação das ruas existentes na comunidade, e uma primeira contenção da encosta com a construção de um muro de arrimo.