PMJP investe na capacitação de professores e estímulo de alunos

Por - em 21

Qualificação de professores, melhorias na infraestrutura e investimento em novas tecnologias são alguns dos pilares nos quais se sustenta a política educacional da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Ao longo dos últimos seis anos, a rede municipal de educação cresceu e se desenvolveu, acompanhando as novidades da informática, estimulando os profissionais por meio de capacitações e levando mais segurança, conforto e aprendizado aos alunos.

Para a secretária municipal de Educação, Ariane Sá, nunca é demais apontar os avanços qualitativos ocorridos na atual gestão. “Tivemos melhorias consideráveis na infraestrutura de todas as escolas, ampliações, construções de novas unidades escolares, formação continuada para todos os educadores, Escola Nota 10 e inclusão de novas tecnologias pelo Programa Professor Plugado”.

Segundo a secretária, este ano, as escolas estarão sendo avaliadas pelo MEC com o intuito de medir o aprendizado dos estudantes da rede municipal. O resultado será demonstrado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e na Escola Nota 10. “Estamos, a cada ano, investindo na melhoria da qualidade de ensino, como um todo, e essa proposta foi construída respeitando os limites do município de forma a não comprometer e execução de tantas outras ações importantes à comunidade e à cidade de João Pessoa”, finalizou.

Professor Plugado – Projeto que tem o objetivo de capacitar educadores lotados e em atividade pedagógica na Secretaria de Educação para a utilização pedagógica de recursos tecnológicos, em especial o computador, por meio da formação continuada em Tecnologias na Educação oferecida pelo Ministério da Educação. Ao final do curso, os profissionais recebem notebooks da PMJP, para uso individual.

João Pessoa Faz Escola – Até o próximo ano, a rede municipal de ensino vai ganhar mais 90 novas salas de aula, construídas em 18 escolas e seis Centros de Referência em Educação Infantil (Creis). Dessas 24 unidades escolares, haverá ampliação em 22 e, em 15, serão construídos ginásios poliesportivos. Até o final de 2012, o programa ‘João Pessoa faz Escola’, uma iniciativa da PMJP, pretende investir cerca de R$ 19,7 milhões em melhorias na infraestrutura educacional do município.

Recentemente, o prefeito Luciano Agra inaugurou duas escolas em tempo integral (uma no Jardim Oceania e outra no Bairro dos Ipês) e inaugurará outra no José Américo, ainda este mês. Além dessas, outras duas escolas do tipo serão entregues ainda este ano (no Gervásio Maia e no Cristo Redentor). O compromisso da gestão é superar a meta estipulada pelo Ministério da Educação e, até o final de 2012, levar todas as crianças de 4 a 5 anos de idade à escola.

Escola Nota 10 – Pelo terceiro ano consecutivo, a PMJP está oferecendo aos trabalhadores das unidades escolares (exceto Creis) um 14º salário, caso a escola receba o selo de ‘Escola Nota 10’. A avaliação contempla seis indicadores: regularidade de documentos escolares, conservação do patrimônio, cumprimento de metas de economia de material de custeio, atividades transdisciplinares, constância dos trabalhadores da educação na formação continuada e aprendizagem dos alunos, meta presencial e meta de aprovação alcançada de, no mínimo, 90% dos alunos.

Todas as avaliações são de responsabilidade da Secretaria de Educação (Sedec) e acontecem cotidianamente, tendo cada indicador o peso 10 do valor global do índice. Ao fim das atividades do Escola Nota 10, acontece a avaliação de aprendizagem dos alunos, que tem peso 50 e ocorre no fim do ano letivo. Segundo a secretária de Educação, Ariane Sá, o Escola Nota 10 gerou uma conscientização mútua entre os diretores, professores e funcionários da rede de ensino com a comunidade.