PMJP investe R$ 1.488.000 na reforma do Parque Zoobotânico

Por - em 35

O Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, vai estar de cara nova ainda este ano. A primeira etapa da requalificação do local teve início nesta segunda-feira (17) e a previsão é que seja concluída em 180 dias. Na obra, serão investidos recursos próprios da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) na ordem de R$ 1.488.000.

Todo o processo da requalificação da Bica teve início quando a Prefeitura realizou, através da Secretaria de Meio Ambiente (Semam),um concurso nacional que escolheu o melhor projeto para a criação de um plano diretor do Parque Zoobotâncio Arruda Câmara.

Nessa primeira etapa estão contemplados sete projetos que compreendem a reforma nos recintos dos falconiformes (gaviões e demais aves de rapina), serpentário, pequenos mamíferos e aves de pequeno porte, além da construção de uma oca, um píer e da restauração da fonte de Tambiá, que deu origem ao nome popular, Bica. As primeiras mudanças vão ocorrer nos quatro recintos dos falconiformes, que atualmente medem 12 metros quadrados e passarão a medir 120 metros, cada, resultando em espaços dez vezes maiores que os antigos.

Na área destinada às aves de pequeno porte, será construído um recinto que obedece ao estilo ‘walk-thru’, que permite a interação do visitantes com os animais e medirá 300 metros quadrados. A entrada de pessoas neste espaço será controlada e acompanhada por integrantes da administração do Parque.

O recinto para pequenos mamíferos e o serpentário são equipamentos novos que não existiam no Parque. Neste espaço criado para as serpentes, o visitante vai percorrer um circuito de visitação onde recebe informações sobre as espécies.

Primeira parada – A oca, ambiente onde o visitante vai receber as orientações de como deve se portar durante a visitação ao Parque, vai ser edificada a partir do conceito da permacultura implantado pela Semam, que compreende construções ecologicamente corretas e dentro do modelo de sustentabilidade. Coberta com piaçava, ela será o ponto de partida de quem vai visitar à Bica.

Outro conjunto de obras a ser realizado nesses próximos seis meses compreende a restauração da fonte de Tambiá, a construção de uma passarela, que vai permitir às pessoas embarcarem nos pedalinhos, e um píer para os que preferem contemplar a beleza do lago situado ao norte do Parque Zoobotânico Arruda Câmara.

Próximas etapas – Concluída essa primeira fase da reforma, um novo processo de licitação será iniciado para que ainda este ano sejam implantadas as demais modificações no local. A preservação da flora e a Educação Ambiental são dois destaques do projeto que vão merecer ações pedagógicas.