PMJP lança pedra fundamental da Central de Medicamentos

Por - em 45

O prefeito Luciano Agra lançará nesta sexta-feira (15), a partir das 8h, a pedra fundamental da Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), no Distrito Industrial (próximo a fábrica Cerâmicas Elizabeth). O evento constará de um café da manhã servido para autoridades e a população local, que se beneficiará com mais uma obra de grande porte levada a cabo pela PMJP naquele setor – ali também está sendo erguido um conjunto habitacional de 580 apartamentos, pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Segundo a diretora de Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Marília Marceleno, a obra atende à necessidade de espaço físico por parte da Gerência de Medicamentos, cujo elenco de remédios e material também vai aumentar. “Com a ampliação do tipo e da quantidade de insumos, veio a demanda por uma área maior. O atendimento aos usuários e aos serviços de saúde do município se dará com maior agilidade e num espaço maior e mais acolhedor”, disse ela. Marília também adianta que o CAF terá mais veículos disponíveis para o transporte dos medicamentos.

A área total da CAF será de 3.619,23m², aí já incluído o estacionamento. Licitada pelo valor de R$ 5.732.962,32, a obra será erguida com recursos próprios e do PPA 2011. Constará de um sistema de climatização dividido por zonas térmicas, em que a temperatura, a umidade, a pureza e a renovação do ar serão adequadas a cada ambiente, e uma rede de câmeras frias para o armazenamento das vacinas. “A climatização e a rede de frios nortearam o projeto, que se adaptou às exigências de cada tipo de medicamento”, explica a arquiteta Mariana Freire, da Secretaria de Planejamento (Seplan).

O que é – Na CAF, o serviço da Gerência de Medicamentos será otimizado. Responsável pela organização das demandas de medicamentos dos postos de saúde, hospitais e demais serviços da rede municipal, a gerência também atua com a medicação fitoterápica e homeopática fornecida aos usuários do município – na nova central, esse setor terá um ambiente próprio.

A CAF terá também um galpão geral de distribuição, uma quarentena, salas para o setor administrativo, banheiros, restaurante e outros equipamentos.