PMJP lança sistema online com informações da Capital

Por - em 92

Na manhã desta terça-feira (31), a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) lançou o Sistema de Informação Municipal ‘Jampa em Mapas’, um serviço que será disponibilizado gratuitamente via internet com dados sobre a infraestrutura da cidade. O evento aconteceu na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, e contou com a presença do prefeito da Capital, Luciano Agra, da secretária de Planejamento (Seplan), Estelizabel Bezerra, e de outros representantes do Governo Municipal, assessores e imprensa.

Na apresentação do programa, Estelizabel destacou a continuidade de ações rumo à transparência e à modernização do serviço público do município e adiantou que, até o final do ano, o ‘Jampa em Mapas’, que tem atualização constante, será alimentado com ainda mais informações sobre João Pessoa. “O acesso à informação é um dos pontos fundamentais no sentido de potencializar o controle social. Informações estratégicas não serão mais um privilégio de poucos, mas um direito de todo e qualquer cidadão”, disse ela.

Inicialmente, a prefeitura disponibilizará informações territoriais e sobre o zoneamento da cidade, um serviço que promete otimização, agilidade, praticidade e descentralização. “Isso vai desonerar o serviço público, pois informações simples sobre a localização de determinado terreno, por exemplo, será possível acessar via internet, sem precisar se dirigir à prefeitura”, acrescentou a secretária.

Para o prefeito Luciano Agra, o lançamento do ‘Jampa em Mapas’ é um marco no processo de informar o público e fortalecer o conceito de transparência da PMJP. “Atingimos um estágio muito avançado no uso de ferramentas tecnológicas para o desenvolvimento da cidade e não deixaríamos de compartilhar esse avanço com o público, que é formado por qualquer interessado, desde um pesquisador ou empreendedor até um cidadão comum”, frisou ele.

Dados – Num primeiro momento, o novo serviço facilitará as consultas de planejadores e gestores urbanos, instituições de ensino e pesquisa, escritórios de arquitetura e engenharia, empresas e legisladores. Depois, toda a população terá acesso ao programa. O sistema é livre (ou seja, a pessoa não pagará por qualquer informação ali contida) e pode ser acessado por meio da home page da prefeitura (www.joaopessoa.pb.gov.br).

No ‘Jampa em Mapas’ há informação espacial sobre a cidade, dados sobre os bairros, a hidrografia, os equipamentos públicos e os diversos setores que preenchem os 210,45 km² da Capital paraibana. Terá interoperalidade com outros órgãos governamentais (como alguns ministérios) e com sites como Google Earth e Google Maps. Por meio desse sistema, o usuário pode gerar mapas, visualizar overlays, calcular áreas e imprimir mapas, entre outros serviços. Futuramente, ele também poderá visualizar imagens de equipamentos e praças, modelo em 3D e zoneamento em vigor.

1ª Etapa – Nessa primeira fase do projeto, estão aptos a acessar o serviço os seguintes órgãos e entidades:

– Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci)
– Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea)
– Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB)
– Sindicato da Construção Civil e do Mobiliário do Estado da Paraíba (Sinduscon)
– Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (IBAPE)
– Secretaria do Patrimônio da União (SPU, antiga GRPU)
– Ministério Público Estadual
– Ministério Público Federal
– Movimento de Luta pela Moradia
– Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)
– Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (IPHAEP)
– Tribunal de Justiça (TJ)
– Correios
– Ibama
– Sudema
– Companhia Estadual de Habitação Popular (CEHAP)
– Superintendência de Obras do Plano do Desenvolvimento do Estado (Suplan)
– Companhia de Industrialização Estadual da Paraíba (Cinep)
– Cagepa
– Secretarias municipais de João Pessoa