PMJP oferece ceia natalina para moradores de rua de JP

Por - em 70

O prefeito Luciano Agra oferece nesta segunda-feira (20) a Ceia Natalina para a população de rua de João Pessoa, que acontecerá a partir das 18h, no Restaurante Popular da Lagoa, localizado no anel externo do Parque Solon de Lucena. Cerca de 200 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos, devem participar do jantar que será realizado pelo quinto ano consecutivo e terá no cardápio frango cremoso, arroz com cenoura, salada de maionese, farofa com banana e suco de frutas.

Na programação da Ceia Natalina está a celebração de um culto ecumênico e a apresentação de teatro de bonecos, além da distribuição de panetones. A Ceia é apenas uma das muitas ações realizadas pela Prefeitura de João Pessoa no sentido de garantir os direitos destas pessoas que moram na rua. Além do alimento, a iniciativa possibilita ao mesmo tempo o contato coletivo e uma confraternização num momento simbólico para a humanidade.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Social, Lau Siqueira, a Prefeitura deverá inaugurar no próximo ano, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, um Centro de Referência Especializado em Assistência Social, para o atendimento específico das populações de rua na cidade de João Pessoa.

“Certamente esta é a grande notícia deste final de ano, este é o nosso grande presente de Natal para essas pessoas. Diariamente distribuímos alimentação com a população de rua, na Lagoa. No entanto, esta é uma época do ano universalmente consagrada para as confraternizações e nós vamos, mais uma vez, estar juntos com elas”, disse Lau.

O secretário explica que essa proximidade fez com que se descobrisse em alguns deles, talento e vontade para se efetivar uma inclusão real. “Este ano, por exemplo, duas dessas pessoas atenderam as necessidades da secretaria e, hoje, estão entre os nossos melhores e mais produtivos colegas de trabalho na condição de prestadores de serviço”.

Para Lau Siqueira, esse é um momento especial. “Nosso olhar é pela inclusão social, pelo amparo, pela solidariedade, pelo acolhimento e pela reeducação humanizada. Portanto, a ceia trata de um momento carregado de simbolismo e de esperança que se ampara na ampliação de uma política pública, destacou Lau.