PMJP oferece novo espaço para atendimento a vítimas de crimes

Por - em 38

O Centro de Atendimento a Vítimas de Crimes (CEAV), implantado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), está atendendo em novo endereço. A inauguração do novo espaço, que agora funciona na Rua 13 de Maio, 674, Centro (bem em frente ao anexo V do Ministério Público), aconteceu na tarde desta segunda-feira (22) com a presença do prefeito Ricardo Coutinho.

“Nos últimos anos a prefeitura de João Pessoa investiu em várias ações na qualidade de vida da população e, consequentemente, na diminuição da violência. Investimos em educação com a construção de salas de aulas, em praças para o convívio social. Mas a violência está aí e por isso também estamos engajados neste processo que é dar o suporte para quem sofreu com a violência. Dessa forma, pretendemos recuperar as relações internas abaladas, estabelecendo critérios e ações reestruturantes que nos levem a paz coletiva”, frisou o prefeito.

A coordenadora do Centro, Daniela de Queiroz, disse que a iniciativa de mudar o endereço foi com o propósito de dar mais comodidade ao usuário. “Aqui é bem mais central. Como nosso proposta de trabalho é acolher, este lugar proporciona isso, além de ficar próximo às entidades com que trabalhamos, a exemplo da Defensoria Pública, Fóruns, cartórios, enfim. A partir de agora o usuário vai encontrar todos os serviços bem próximos um do outro”, destacou Daniela.

Ainda segundo a coordenadora, o CEAV oferece às vítimas de violência, parentes ou pessoas próximas à ela, apoio social, jurídico e psicológico, a fim de assegurar os direitos fundamentais à vida. Para conquistar esses objetivos, trabalha em parceria com várias entidades. “Aqui não é um local de denúncia e sim de acolhimento às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social, devido a discriminação e violência. Esse apoio é de orientação e acompanhamento para que a vítima possa superar o trauma. Indicamos quem e como procurar para se ter acesso à justiça, dando todo o aparato necessário para isto”, ressaltou a coordenadora.

Se encaixam no perfil de atendimento do CEAV pessoas que sofreram violência caracterizada como homicídio, tentativa de homicídio, latrocínio, tortura e assaltos. Os casos de estupro ou violência contra mulher ou adolescentes são encaminhados para outros serviços que a prefeitura já dispõe, que é o Centro de Referência da Mulher e o Cras.

O CEAV é um programa da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, implantado pela Prefeitura de João Pessoa em janeiro de 2008. O Centro funciona com uma equipe formada por 20 pessoas, dentre as quais as que trabalham com o atendimento técnico: uma advogada, uma assistente social, uma psicologa e estagiárias. Em 2009, o CEAV de João Pessoa atendeu 126 novas vítimas e realizou 443 atendimentos e acolhimentos, ou seja, a pessoas que já iniciaram o processo. O usuário pode ir diretamente na sede da entidade ou agendar através do telefone 3214.7881.