PMJP promove debate sobre importância literária de Augusto dos Anjos

Por - em 142

“Toda forma de manter o Augusto (dos Anjos) vivo é uma forma de manter a poesia e parte da própria língua portuguesa viva”. Este foi um dos elementos abordados pelo jornalista, poeta e escritor José Nêumanne Pinto, durante a palestra que marcou o segundo dia do “Augusto das Letras”, uma homenagem do Projeto Agosto das Letras ao centenário da publicação do livro “Eu” àquele que é considerado o maior poeta paraibano, na Academia Paraibana de Letras, neste sábado (25).

A programação do evento, que teve início nessa sexta-feira (24), vai até o dia 31 de agosto, apresentando ao público desde apresentações artísticas, shows musicais, recitais e exposições de esculturas até palestras e debates com especialistas. Eleito paraibano do século, Augusto dos Anjos teve o projeto Agosto das Letras, anualmente promovido desde 2007 pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), repaginado em sua homenagem como o Augusto das Letras.

“Augusto dos Anjos era um poeta popular e produzir eventos em sua homenagem é uma forma de manter a literatura e a própria língua portuguesa viva. Precisamos manter ele vivo como uma maneira de manter uma referência cultural”, destacou o escritor e membro da Academia Paraibana de Letras, José Nêumanne Pinto que, ao lado do poeta Jairo César e do jornalista Thiago Germano, debateram sobre o autor do “Eu”.

A realização do projeto é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e tem como palco diversas locações, como a Academia Paraibana de Letras, Usina Cultural Energisa, Casarão 34, Casa de Musicultura, Livraria do Luís e Praça de Eventos do Shopping Tambiá.

Participação – O Augusto das Letras conta com a participação de consagrados representantes da literatura brasileira, a exemplo de Carlos Heitor Cony, Bráulio Tavares e Antônio Carlos Secchin. O evento também contará com a presença de músicos como Oliveira de Panelas, Chico da Viola e Gustavo Magno.

Augusto dos Anjos – Nascido no Engenho Pau d’Arco, em 20 de abril de 1884, Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos tem em seu único livro “Eu”, lançado em junho de 1912, uma das obras mais lidas do país, fazendo o paraibano ser aclamado postumamente pela crítica.

 

Programação

26/08 Domingo

10h – Viagem a Sapé para visita ao Memorial Augusto dos Anjos

 

27/08 Segunda-feira

17h – Palestra-Debate “Amor e Morbidez em Augusto dos Anjos”, com Antônio Carlos Secchin

Mediadores: Bruno Galdêncio e Carlos Aranha na Academia Paraibana de Letras

20h – Apresentação de filmes sobre Augusto dos Anjos

21h – Recital Poético “Caixa Baixa”, ambos na Casa de Musicultura (Varadouro)

 

28/08 Terça-feira

17h – Palestra-Debate “A Árvore da Serra” com Chico Viana

Mediadores: Leo Barbosa e Thiago Lia Fook, na Academia Paraibana de Letras

20h – Apresentação do filme “Transubstancial”, de Torquato Joel

21h – Astier Basílio declama “Peleja de Augusto com Zé Limeira”

22h – Dança – “Eu, Augusto dos Anjos” de Marcos Brandão, ambos na Casa de Musicultura (Varadouro)

 

29/08 Quarta-feira

17h – Palestra-Debate “Versos Íntimos”, com Clotilde Tavares

Mediadores: Antônio Mariano e Walter Galvão, na Academia Paraibana de Letras

20h – Chico Viola faz releitura musical de Augusto dos Anjos

21h – Show de Gustavo Magno e sua banda – “Eu e outras músicas”, ambos na Casa de Musicultura (Varadouro)

 

30/08 Quinta-feira

17h – Palestra-Debate “O último credo”, com Eucanaã Ferraz

Mediadores: Amilton Pinheiro e Hildeberto Barbosa, na Academia Paraibana de Letras

17h – Tribo Ethnos improvisando Augusto dos Anjos com street dance, hip hop e multimídia, no Térreo do Shopping Tambiá

21h – Performance Poético-Musical – Susy Lopes “Café em verso e prosa” na Casa de Musicultura (Varadouro)

 

31/08 Sexta-feira

17h – Lançamento do Livro “Augusto dos Anjos: origem e modernidade”, de Hildeberto Barbosa e Abraão Andrade, na Academia Paraibana de Letras

17h – Tribo Ethnos improvisando Augusto dos Anjos com street dance, hip hop e multimídia, no térreo do Shopping Tambiá

21h – Diálogo Augustiano com Carlos Heitor Cony

Mediadores: Gonzaga Rodrigues e Fernando Melo

22h30 – Coquetel com apresentação “Música para os anjos”, com a Banda Municipal 5 de Agosto, regida por Rogério Borges, ambos na Usina Cultural Energisa