PMJP realiza 1º transplante da rede pública que reverte perda auditiva

Por - em 90

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou nesta sexta-feira (21) o primeiro transplante coclear da rede pública do Sistema Único de Saúde no Estado da Paraíba. A cirurgia inaugura um novo serviço da SMS prestado à população para conceder a audição a pessoas com perda auditiva severa. O procedimento foi realizado no Hospital Santa Isabel. Na primeira etapa deste projeto, 20 pessoas serão beneficiadas.

Para a implantação do projeto a Prefeitura investiu cerca de R$1 milhão para estruturar o serviço, desde a aquisição de um microscópio cirúrgico a contratação de profissionais, além de um custo adicional de R$ 65 mil para cada cirurgia.

Segundo o médico Marcos Franca, um dos responsáveis pela realização da cirurgia, o procedimento permite que um paciente passe a escutar após a fixação de um implante, substituindo a audição normal por uma audição digital. “Após uma avaliação médica e um conjunto de exames para saber se o implante cabe no ouvido do paciente, ele é submetido à cirurgia e passa a ouvir os sons normalmente”, destaca o médico.

Marcos Franca ressaltou que o procedimento pode ser feito em pessoas de qualquer idade. “A primeira paciente é jovem, com 43 anos, mas basta apenas que o usuário tenha condições de se submeter ao implante”, afirmou. O médico enfatizou também a singularidade do exame no Estado e a importância da oferta ao usuário do SUS na Capital. “Cada aparelho custa, em média, R$ 60 mil, e, sem esta iniciativa da Prefeitura, poucas pessoas têm condições de arcar com os gastos”, disse.

Para se candidatar ao procedimento o usuário com surdez profunda nos dois ouvidos deve procurar as Unidades de Saúde da Família da região onde reside para ser encaminhado ao hospital. Lá será feito o acolhimento e exames como audiometria, ressonância magnética e avaliação médica para que o paciente receba o implante.