PMJP realiza ação para lembrar o ‘Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa’

Por Fátima Sousa - em 420

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa é comemorado nesta sexta-feira, 15 de junho. Em João Pessoa, a data será lembrada com uma ação de sensibilização à comunidade no Parque da Lagoa Sólon de Lucena, a partir das 8h. O evento é organizado pelo Conselho Municipal da Pessoa Idosa (CMPI) e a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Atualmente, a população idosa de João Pessoa atinge uma média de 140 mil pessoas.

A presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, Nilsonete Lucena, destaca a importância de não ficar em branco o dia 15 de junho. “Neste dia, são realizadas ações para minimizar o alto índice de violência, principalmente dentro da própria casa”, diz a dirigente.

Entre as várias violações dos direitos da pessoa idosa, ela cita a exploração financeira e a negligência com as necessidades básicas de moradia, alimentação e medicação, como as mais graves e freqüentes. “Nossa luta é pelo combate a essa violação de direitos contra essa população que passa por fragilidades e incapacidades neste período da vida”, diz Nilsonete Lucena.

Segundo ela, a maior arma contra a violência ainda é a denúncia. “Por isso, a população deve ser sensibilizada a denunciar qualquer tipo de violação contra a pessoa idosa”, alerta. O Conselho recebe uma média de três a quatro denúncias de violações contra a pessoa idosa por dia.

Nilsonete lembra que, embora não seja atribuição da entidade, é mantida uma parceria com o Ministério Público, para minimizar as demandas e encaminhamento para os serviços públicos do município.

Serviços – Todas as unidades da PMJP, seja na área da assistência social e saúde, oferecem serviços destinados a atender a pessoa idosa. A Sedes mantém o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV), nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e nos Centros de Cidadania (CRCs), que atendem a pessoa idosa na faixa etária a partir dos 60 anos de idade e acompanha os Grupos de Convivência em diversos bairros da Capital.

A gestão municipal também disponibiliza o Clube da Pessoa Idosa, no Bairro do Altiplano Cabo Branco, e dois Centros de Práticas Integrativas, localizados nos Bancários e no Valentina de Figueiredo.