PMJP realiza degustações e avaliação nutricional pelo Dia Mundial da Alimentação no Parque da Lagoa

Por Fátima Sousa - em 496

Mostra de serviços e avaliação nutricional, acompanhada por degustação de alimentos produzidos nas unidades de produção da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Foi assim a manhã desta terça feira (16), na Feira de Serviços Nutricionais, no Parque da Lagoa Solon de Lucena, para celebrar a passagem do Dia Mundial da Alimentação, na Capital.

As pessoas que circulavam pelo Parque participaram das atividades desenvolvidas pela PMJP, através da Diretoria de Economia Solidária, Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan), em parceria com o Conselho Municipal de Segurança Alimentar (Consea) e o Conselho Regional de Nutrição.

A nutricionista Catarina Vasconcelos, coordenadora do Restaurante Popular da Lagoa, garante que a Prefeitura, através das unidades, fornece alimentos com um cardápio especial. “Utilizamos alimentos conforme orientação do Programa de Alimentação do Trabalhador, com um cardápio equilibrado, o que garante os componentes  de 1.600 calorias necessárias”, lembra a profissional. O restaurante da Lagoa fornece 1.300 refeições de segunda à sexta-feira ao preço simbólico de R$1,00.

A presidente do Consea/JP, Vernaide Ramalho, destaca a importância da segurança alimentar da população. “O alimento não cura, ele trata e previne. O nosso trabalho é de alerta, com informações, sensibilização e conscientização da população para o hábito de uma alimentação saudável e segura para combater o sobrepeso, o que vem preocupando muito nos últimos tempos”, alerta a nutricionista.

Ela lembra que, no cotidiano, a população deve contar com a orientação de uma nutricionista para conduzir o processo alimentar mais adequado. “É o profissional técnico que deve conduzir as dietas. O que vemos no dia a dia são as dietas padronizadas veiculadas pela mídia, o que não garante a dieta alimentar realmente eficiente, segura e duradoura”, admite Venaide Ramalho.

Desperdício – A coordenadora do Banco de Alimentos da PMJP, Mariangela Duarte Pinto, alerta para a responsabilidade da população no combate ao desperdício de alimentos. “Hoje é um dia para se chamar a atenção e mostrar que qualquer pessoa pode ser protagonista dentro da dimensão da cadeia de desperdício. Aproveitamos para mostrar que tem um percentual enorme de pessoas que passam fome, e esse desperdício pode suprir isso”, alerta a profissional.

Luciana Martinez, do Conselho Regional de Nutrição, considera o evento pertinente, à medida que é um momento de despertar a população e os gestores da segurança alimentar e nutricional para a questão da sensibilização e direito humano à alimentação adequada. “Bem como mostrar a importância do ou da nutricionista na condução desse processo”, reforça a profissional.

A celebração desta terça-feira marca também o aniversário de nascimento da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), em 1945. O dia foi escolhido para chamar a atenção para a fome e insegurança alimentar que afetam milhões de pessoas no mundo.

Nesta tarde – A atividade se estende na Praça da Paz, nos Bancários, no horário de 16h às 20h, com a participação das cozinhas comunitárias e restaurantes populares. Nos Bancários, sob o tema “Sabor, Cultura e Saúde na Feirinha”, serão realizadas oficinas culinárias abordando os alimentos funcionais, avaliação e orientação nutricional, vendas de produtos e alimentos artesanais.

Fome Zero – Todo ano é escolhido um tema junto com diversas atividades artísticas, esportivas e acadêmicas realizadas ao redor do mundo. Esse ano, a FAO escolheu como tema: “Trabalhando pela Fome Zero”, com o objetivo de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, com a meta de ser alcançada até o ano 2030.

Programação Geral –

17/10 – Cozinha Comunitária Bela Vista

Exposição de cartazes sobre o consumo de refrigerante. O objetivo é informar os ingredientes básicos utilizados na fabricação de refrigerantes buscando, sobretudo, conscientizar sobre os malefícios do consumo para a saúde. Será oferecido aos beneficiários da cozinha (durante o almoço), um refrigerante natural produzido à base de frutas e distribuição da receita.

Coordenação – Nutricionista Ana Núbia Vieira.

18/10 – Cozinha Comunitária do Timbó;

 Exposição: “Menos embalagens, mais comida de verdade”. Exposição de alimentos industrializados, evidenciando a quantidade de açúcar e de gorduras dos alimentos industrializados consumidos com mais frequência no dia a dia, com o objetivo de estimular a mudança de hábitos alimentares inadequados e promover qualidade de vida.

Coordenação – Nutricionista Marcela Oliveira

19/10 – Cozinha Comunitária do Taipa e Restaurante Popular do Centro

Na Cozinha Comunitária

Exposição: “Segurança alimentar e valores nutricionais dos alimentos produzidos pela Agricultura Familiar”. Mesa expositora com produtos adquiridos da agricultura familiar através de doações do Banco de Alimentos para os beneficiários da cozinha (macaxeira, abacaxi e batata doce). Haverá exibição de vídeos.

Coordenação – nutricionista Oziel Benício.

No Restaurante Popular

Haverá exposição de cartazes abordando os alimentos funcionais que, ao serem ingeridos regularmente, previnem doenças crônicas degenerativas, enfatizando também a questão do preço acessível desses alimentos.

Coordenação – Nutricionista Catarina Vasconcelos.

23/10 – Cozinha Comunitária do Bairro dos Novais

Exposição: “Educação Nutricional na Infância: semear, regar e colher. Haverá exposição de cartazes com imagens em representação lúdica dos legumes e hortaliças que estão plantadas na Horta Comunitária da cozinha. Através da horta e da exposição, pretende-se conscientizar as crianças sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis para a saúde.

Coordenação – Nutricionista Maíra Liana de Souza.

24/10 Cozinha Comunitária do Gervásio Maia

Ação – Exposição de cartazes com semáforo chamando a atenção para os mitos e verdades sobre a alimentação e ressaltando a importância de alimentos saudáveis para o bem-estar e saúde.

Coordenação – nutricionista Caroline Henriques Alves.

26/10 –Restaurante Popular de Mangabeira

Exposição: “Alimentos processados X alimentos in natura”. Mesa expositora com embalagens de alimentos industrializados contendo plaquinhas com informações nutricionais. Também serão expostos alimentos in natura com seus benefícios, visando estimular a troca dos alimentos processados por alimentos naturais e minimamente processados.

Coordenação – nutricionista Ítalo Procópio