PMJP realiza jantar da inclusão com moradores em situação de rua

Por Fátima Sousa - em 535

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), realiza, nesta quinta-feira (14), mais um jantar da inclusão com moradores em situação de rua. Desta vez a ceia será servida no Restaurante Popular do Parque da Lagoa, a partir das 17h30. No total participam cerca de 130 pessoas, usuárias do Centro Pop, das casas de acolhimento e moradores acolhidos pelo Ruartes, em abordagens do cotidiano.

A organização do jantar natalino é da responsabilidade da Proteção Social Especial da Média Complexidade. A programação inclui, ainda, uma atração cultural apresentada por jovens do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV), e uma cantata natalina pela equipe da Fundação Pe. Pio, parceira na ação.

Josenilda Nascimento, coordenadora da Média Complexidade lembra a importância de reunir essas pessoas numa ceia natalina. “Será um momento de integração e afetividade dos nossos usuários e outras pessoas que vivem excluídas socialmente. Nosso trabalho é tentar elevar a autoestima dessas pessoas, numa ação que busca incluí-las e valorizá-las. Muitos nunca tiveram a oportunidade de vivenciar algum momento natalino”, destaca.

A programação inicia com um momento de higienização, às 15h, no Centro Pop, com banho e limpeza corporal da população que não é atendida, mas que passa por abordagens do Ruartes. Em seguida haverá o acolhimento no Restaurante Popular, com a distribuição de um café com bolo e apresentação das atrações culturais. A programação conta, ainda, com uma celebração religiosa a partir das 18h.

A programação continua às 18h30, com a presença de autoridades, secretários e demais servidores, ocasião em que será servido o jantar com a sobremesa. A atividade natalina se encerra com a distribuição de um kit de higiene pessoal com os moradores em situação de rua presentes.

Média Complexidade – Oferta atendimento especial a famílias e indivíduos que vivenciam situações de vulnerabilidade social, com direitos violados, geralmente inseridos no núcleo familiar. A convivência familiar está mantida, embora os vínculos estejam fragilizados ou até ameaçados.

Estes serviços demandam maior especialização no acompanhamento familiar e maior flexibilidade nas soluções protetivas. Requerem, também, intensa articulação em rede para assegurar afetividade no atendimento da família e sua inserção em uma rede de proteção necessária para a potencialidade das possibilidades de superação da situação vivida.  É um serviço ligado à Diretoria da Assistência Social (DAS).

Telefone para contato – 3218.9253