PMJP realiza seminário para treinar agricultores familiares

Por - em 40

Debater o cooperativismo sob diversos aspectos, desde a formação de uma cooperativa até tê-lo como alternativa de inclusão produtiva sustentável. É este o objetivo do seminário que a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) realiza a partir desta segunda-feira (14) no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria. O evento será aberto às 8h e é destinado aos agricultores familiares que fazem parte do Programa de Aquisição de Alimentos na modalidade Compra Direta Local da PMJP.

O seminário será dividido em dois dias e continua na quinta-feira (17), no mesmo local. Além dos 239 agricultores familiares que fazem parte do Programa, o seminário contará com a presença de técnicos da Prefeitura, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater), da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag-PB) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Entre os palestrantes estão os professores Paulo Cézar Cardoso, Djacy Almeida de Queiroz e Sebastião Geriz, e o assessor técnico da Fetag, Ivanildo Pereira Dantas.

Segundo o coordenador do PAA – Compra Direta Local, Paulo César Campos, o evento faz parte de uma série de palestras, cursos e seminários programados para serem realizados ao longo deste ano. “O objetivo destes eventos é preparar os agricultores para produzir com mais qualidade, além de fornecer todas as informações possíveis para a comercialização dos produtos, inclusive para o exterior”, frisou.

O Programa – O PAA na modalidade Compra Direta Local consiste na aquisição por parte da Prefeitura de João Pessoa de 160 toneladas por mês de produtos agrícolas de origem vegetal não industrializado, sem intermediários, de 239 agricultores familiares dos municípios de Alhandra, Caaporã, Pedras de Fogo e Pitimbú.

Esses alimentos compõem o Banco de Alimentos e são repassados para as entidades cadastradas, beneficiando pelo menos 80 mil pessoas em João Pessoa. Somado a isso, o Programa beneficia as famílias dos agricultores, que têm a compra de seus produtos garantidos por um preço justo e durante todo o ano.

Estas famílias ainda recebem assistência técnica e muitas vezes têm acesso a financiamentos nas linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

O PAA faz parte de um conjunto de ações da Política de Segurança Alimentar e Nutricional, coordenada pela Sedes e que conta com o apoio logístico das prefeituras dos municípios produtores dos alimentos.