PMJP restaura monumento histórico no Centro de JP

Por - em 146

Um dos mais belos monumentos da Capital paraibana, “O Altar da Praça”, instalado na Praça presidente João Pessoa desde setembro de 1933, está sendo restaurado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Coordenadoria do Patrimônio Cultural (Copac-JP). O trabalho de restauração, de acordo com a restauradora Piedade Farias, era urgente, uma vez que havia o risco de desabamento de partes do conjunto escultórico, que fica numa área bastante movimentada e com grande fluxo de turistas.

O conjunto escultórico, tombado pelo Patrimônio Histórico, foi encomendado na época pelo interventor Antenor Navarro, numa homenagem ao ex-presidente João Pessoa. Uma inspeção realizada recentemente por técnicos da Copac-JP verificou a existência de vários danos no monumento, alguns provocados pela ação do tempo e outros por vandalismo. A PMJP conta também com o apoio técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep).

Pichações, cola de cartazes, presença de fungos, empenamento de algumas peças provocado por roubo de parafusos, infiltração de água em função da perda de rejunte e fezes e urina estavam entre os danos verificados no monumento, segundo informou Piedade Farias, responsável técnica do serviço de restauração juntamente com o arquiteto Sóter Carreiro. Uma árvore que nasceu entre os blocos de granito fez com que um deles oferecesse risco à população, uma vez que poderia desabar. Já a ação de vândalos deslocou uma das esculturas, que também oferecia risco à população diante da possibilidade de desabamento.

Além da retirada da árvore, a restauração, iniciada na última quinta-feira (15) e que será concluída nesta sexta-feira (23), inclui a colocação de herbicida para evitar a eclosão de novas vegetações, limpeza dos monumentos com jateamento de água, solvente e bisturi, nas áreas mais resistentes, desempenamento e soldagem das partes em bronze. Também serão complementadas áreas que apresentam perdas, a exemplo das palavras “Négo” e “Ação”, cujos acentos, em bronze, sumiram.

Simbolismo – A Praça João Pessoa, também conhecida como Praça dos Três Poderes, reúne em seu entorno o Palácio do Governo, o Tribunal de Justiça e a Assembléia Legislativa do Estado. É em seu centro que está o monumento “O Altar da Pátria”, um conjunto escultórico formado por cinco esculturas em estilo art-déco, de autoria do escultor Humberto Cozzo. O monumento é composto de grupos estatuários alegóricos, simétricos e em escala monumental, feitos em bronze e assentados sobre base retangular de granito com dimensões de 10x 14 metros, totalizando uma altura de 10 metros.

Em frente ao Palácio do Governo localiza-se a figura do ex-presidente João Pessoa. Na face leste situa-se uma figura alegórica empunhando a bandeira da Paraíba e com o braço direito distendido em sinal de protesto. As duas esculturas medem cerca de 2,20 metros de altura. Já com vistas para o sul, três figuras, com maiores dimensões, simbolizam a “ação”. Para representá-la, uma figura alada, um gênio, guia três indivíduos de características másculas que sustentam uma bigorna e representam o trabalho e a atividade. No lado norte, dois combatentes, também conduzidos por uma figura alegórica, simbolizam o civismo.

A intenção do conjunto é de que os três grupos em torno da coluna de granito simbolizem a coragem, o civismo e a altivez do presidente em sua perpetuação escultórica para a memória e história da Paraíba.