Poesia, música e teatro: Paulo Diniz e Delicatto são as atrações do Seis e Meia

Por - em 43

Duas atrações de alto gabarito vão abrilhantar o Projeto Seis e Meia, nesta quarta-feira, dia 19 de Setembro, encerrando a programação do mês. A primeira, abrindo o show, é o grupo Delicatto, do Rio Grande do Norte, que costuma agradar a platéias de todo o Brasil apresentando o melhor da música pop e new age utilizando instrumentos eruditos. A atração principal é o cantor e compositor pernambucano Paulo Diniz, que estourou no cenário musical brasileiro no final da década de 60 e que ainda hoje tem suas músicas entre as mais lembradas pelo grande público, a exemplo de “Pingos de Amor” e “E Agora José”.

O Projeto Seis e Meia é o mais forte e consolidado evento cultural da Capital. É promovido pela Prefeitura de João Pessoa em parceria com a Acorde Produções e tem o patrocínio da Saelpa. Apóiam a ação cultural o Ambassador Flat, Empreendimento Villas de Areia e os restaurantes Cia do Chopp, Botequim Vila São Paulo, Vila Cariri e Dona Branca. Os shows acontecem às 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping em Manaíra. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show, no posto de vendas montado ao lado da bilheteria dos cinemas, no primeiro piso do MAG. O telefone do Disque Seis e Meia é 3621-1666.

Paulo Diniz – Nascido na cidade de Pesqueira, interior de Pernambuco, em Janeiro de 1940, Paulo Diniz pode ser considerado uma lenda viva da Música Popular Brasileira. Começou a carreira artística trabalhando em Recife como crooner e baterista em casas noturnas. Em 1964, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde começou a trabalhar como locutor na Rádio Tupi, atuando na área esportiva.

Nesse período, enveredou pela Jovem Guarda, cantando ‘iê-iê-iê’. Em 1966, gravou pela Copacabana seu primeiro disco. Em 1967, foi morar no ‘Solar da Fossa’, onde conviveu com Paulinho da Viola, Caetano Veloso e outros artistas. No mesmo ano, lançou o LP Brasil, brasa, brasileiro, pela Copacabana. Em 1978 lançou o LP É marca ferrada, onde fizeram sucesso as composições Me leva morena, parceria com Marconi Norato e Juhareiz Correya e Severina cooper (It’S not mole não), de Accioly Neto. Em 1984, lançou Canção do exílio.

Ao longo de sua carreira, musicou diversos poemas de consagrados poetas brasileiros, entre os quais ‘E agora José , Carlos Drummond de Andrade; ‘Versos íntimos’, de Augusto dos Anjos e Definição do amor, de Gregório de Mattos. Suas composições foram gravadas por grandes intérpretes, entre os quais Fagner (‘Quero voltar pra Bahia’), Simone (‘Chega’), Emílio Santiago (‘Um chope pra distrair’), Clara Nunes (‘Canseira’) e Elizeth Cardoso (‘Símbolo de paz’).

Sua composição Pingos de Amor teve diversas regravações, entre as quais as de Kid Abelha, Neguinho da Beija-Flor, Ricardo Chaves, Sula Miranda, Fernando Mendes e Araketu.

Apesar de doente, Paulo Diniz nunca parou de trabalhar e de fazer shows pelo Brasil afora, sempre lotando teatros e casas noturnas. Nesta quarta-feira o artista fará um passeio por sua trajetória musical.

Delicatto – O grupo surgiu em dezembro de 2004 com o objetivo de apresentar canções do mundo e difundir a pesquisa musical feita por cada um de seus integrantes, sempre explorando diversas formas de expressão artística: as artes visuais em cenários, figurinos, iluminação e o teatro utilizando expressividade cênica, tudo isso somado à música apresentada com arranjos e intenções sonoras próprias.

O Delicatto é formado por Hilkelia Carlem (canto), Teresa Quintiliano (piano), Glaucia Santos (violino) e Ailson Saraiva (violoncelo). No Seis e Meia o grupo vai apresentar o show ‘Poema Delicatto’ que certamente vai emocionar a todos com um repertório repleto de world music e new age, com uma aproximação maior com idioma português, sem esquecer o lirismo característico do grupo.

Serão apresentadas cenas do musical ‘O Fantasma da Ópera’, ‘Haja o que Houver’, de Madre Deus; ‘Melodia em Lá menor’, de Astor Piazzola e ‘Bolero’ de Ravel. Músicas do espetáculo anterior ‘Nella Fantasia’ também serão executadas, como “Ne me quis te pás”, “All I Ask of You” e “Habanera”.