Política de geração de renda da PMJP exibida na França

Por - em 48

Técnicos da França, Argélia, Benin e Brasil conheceram a política de geração de renda e economia solidária implantada pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), durante o seminário ‘Sociedade Civil e Participação’, realizado entre os dias 9 e 13 de junho, na ‘Maison des Associations’, em Paris. A explanação foi feita por Ronildo Monteiro, diretor de Trabalho, Renda e Economia Solidária da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

O seminário foi realizado pelo Comitê Francês de Solidariedade Internacional (CFSI) com o objetivo de apresentar experiências de diálogo entre governo e sociedade civil na França, América Latina e África. O convite à Sedes surgiu a partir da parceria firmada entre a PMJP, o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e a Amazona – Associação de Prevenção à Aids para a inclusão de jovens da Ilha do Bispo, São Rafael e Timbó em atividades produtivas.

Ronildo Monteiro disse que durante a explanação foram ressaltadas não apenas as ações voltadas à geração de renda e economia solidária, mas também os mecanismos criados pelo Governo Municipal para a participação da população, desde o Orçamento Democrático, Ouvidoria, a criação de vários conselhos de direito e o diálogo do governo como um todo com os vários segmentos da sociedade civil.

Intercâmbio – O representante da Sedes destacou que a apresentação foi a única em gestão do evento, já que as demais tiveram origem na sociedade civil. “O seminário apresentou realidades específicas das experiências de cada país sobre a relação dos governos locais com a sociedade civil. Essas experiências precisam ser difundidas, principalmente para países onde governos autoritários ainda impõem a sua vontade e populações inteiras têm seus direitos básicos cerceados. O que saiu como perspectiva é o apoio do ‘Programa de Desenvolvimento Essor – Sustentabilidade, Formação e Realização’ para projetos no Brasil, em especial em João Pessoa, e a realização de intercâmbio das várias experiências nos quatro países envolvidos no seminário”, relatou o diretor da Sedes.

Jovens empreendedores – A partir de uma iniciativa da Amazona – Associação de Prevenção à Aids, a Prefeitura de João Pessoa elaborou um projeto de apoio a grupos de produção envolvendo jovens. O projeto enviado ao Ministério de Desenvolvimento Social foi aprovado e beneficiará jovens da Ilha do Bispo na atividade produtiva de alimentos; na comunidade São Rafael, vai incluir os adolescentes na atividade de panificação e, na comunidade do Timbó, na produção de material de higiene e limpeza.

Em relação à panificadora está garantida, por exemplo, a compra de equipamentos e material de expediente. A Sedes também está disponibilizando assessoria técnica para a incubação durante um ano, pois assim a atividade se fortalece e o grupo ganha autonomia para gerir o negócio a médio prazo.