Pop rock de Lulu Santos anima praia de Tambaú neste sábado

Por - em 104

Quem sobe ao palco do projeto Estação do Som neste sábado (21) é o cantor e compositor Lulu Santos. Entre canções que embalaram gerações e músicas inéditas, o artista, um dos maiores nomes da música pop nacional, apresenta o show do último CD “Lulu Santos Acústico MTV II”, lançado em 2010. A cantora Gláucia Lima fará a abertura do show, a partir das 21h, com um repertório inspirado nas tradições da cultura popular nordestina. O evento é uma promoção da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Fundação Cultural (Funjope).

Depois de vários anos, Lulu Santos volta a João Pessoa para apresentar o seu mais novo trabalho. Reassumindo o formato acústico, já consagrado no ano de 2000 com o “Lulu Santos Acústico MTV”, o cantor assume a guitarra e lança uma canção inédita “E tudo mais”, além de mergulhar na redescoberta de grandes clássicos da sua carreira como “Dinossauros do Rock” e “Brumário”.

Envolto por cenários de inspiração africana, assinados por Claudio Amaral Peixoto e Karen Araujo, Lulu faz sua própria world music, com toques orientais, sobre uma base brasileiríssima. Ele canta à frente de Jorge Aílton (baixo e vocais), Chocolate (bateria), Hiroshi (teclados), Silvio Charles (percussão e vocal), PC (sopros e percussão) e Andrea Negreiros (vocais, tambura e percussão).

 

Apesar das canções menos conhecidas, o artista, que tem quase 30 anos de carreira, também traz no repertório do show músicas de sucesso, que embalaram muitas gerações, como “Papo Cabeça”, “Tudo Azul”, “Tempos Modernos”, “Já é”, “Apenas mais uma de Amor”, “Como uma Onda”, “Último Romântico” e muito mais.

Abertura do show – A cantora paraibana Gláucia Lima apresenta o show Zanzar. No repertório, canções produzidas por artistas paraibanos como “Tabajara”, “Leveza na Alma”, “Contos da Oca Ôca”, “Os Inácios” e muito mais. Ela é uma das atrações selecionadas pela Funjope para abrilhantar ainda mais o projeto.

 

A artista surgiu no cenário cultural de João Pessoa no ano de 1997. Com uma carreira intimamente marcada por expressões da nossa cultura popular, Gláucia Lima dá ênfase nos ritmos regionais como o coco de roda, o baião, a ciranda e o maracatu, navegando também por outras expressões universais.

 

Lulu Santos – O astro pop nasceu em 1953, no Rio de Janeiro. Com 58 anos, quase 30 deles de carreira, Luis Maurício Pragana dos Santos já lançou 23 discos, o primeiro deles em 1982, intitulado “Tempos Modernos”.

 

O início da sua trajetória foi inspirado pelos Beatles, que o levaram a pegar uma guitarra e formar sua própria banda, Cave Man. Aproveitando a febre de liberdade da era hippie, correu o Brasil com sua turma, até, de volta ao Rio, formar o grupo Veludo Elétrico, com o baixista Fernando Gama – que depois ganharia fama ao integrar bandas como os Mutantes e Boca Livre. Mais tarde formou a banda Vímana, que reuniu Lulu, Ritchie e Lobão, além de Gama.

 

Atuou como jornalista free-lancer e funcionário de gravadora, mas logo depois estabeleceu parceria com Nelson Motta, já um experiente personagem da música brasileira, desde a bossa nova, quando surgiu, então, a primeira composição da dupla, “Areias escaldantes”. Em 1982, Luís Maurício já assume o nome artístico Lulu Santos e estreia em LP com “Tempos modernos”, que de cara vendeu mais de 150 mil cópias e rendeu ao cantor disco de ouro.

 

De lá pra cá não parou mais e foi um sucesso atrás do outro. “De repente, Califórnia”, “O ritmo do momento”, “Adivinha o quê”, “Um certo alguém”, “Como uma onda”, “O último romântico”, “Certas coisas”, “Tão bem”, “Toda forma de amor”, “A cura” são alguns dos sucessos do cantor, que já vendeu mais de sete milhões de discos em toda a sua carreira.