População dispõe de atendimento de emergências em Jaguaribe

Por - em 43

Os moradores dos bairros de Cruz das Armas, Cristo Redentor, Alto do Mateus, Oitizeiro e das comunidades Trincheiras, Varjão entre outras que formam a zona Oeste da Capital, contam desde o mês de março com os serviços do Pronto Atendimento em Traumatologia e o Ambulatório de Ortopedia e Fisioterapia do Centro de Atendimento Integrado à Saúde (Cais) de Jaguaribe. Esse novo serviço traz mais comodidade à população, que agora conta com atendimento de ortopedia ambulatorial, traumatologia e imobilização temporária.

O novo espaço dispõe de equipamentos novos, sala de espera confortável, além de profissionais capacitados para atender a população de forma rápida, eficiente e segura. Antes, o paciente da rede pública de saúde que necessitava de atendimento de urgência em traumas, tinha a sua disposição o Hospital de Trauma de Mangabeira e o Pronto Socorro Central de Fraturas.

O Pronto Atendimento em Traumatologia e o Ambulatório de Ortopedia e Fisioterapia atuam com duas frentes. A primeira delas é o Pronto Atendimento, que funciona através de demanda espontânea para socorrer pequenas entorses, luxações, distensões e estiramento muscular. Nesse caso, qualquer pessoa pode se dirigir à Unidade sem necessidade de nenhum tipo de encaminhamento. O paciente irá passar por uma avaliação do médico, que por sua vez irá encaminhá-lo para os exames de raios X, imobilização e administração de medicamentos, quando houver necessidade.

Já em relação ao Ambulatório de Ortopedia e Fisioterapia, o paciente precisa ser encaminhado através de uma das unidades de saúde da Capital. Esse é o caso de José Ribamar, 46, segurança profissional que está afastado do trabalho há 9 meses por conta de um problema de coluna. “Faz um mês que procurei a Unidade de Saúde das Praias com muita dor nas costas, mal conseguia andar. A médica que me atendeu me encaminhou pra cá e já estou fazendo minha fisioterapia, três vezes por semana”, afirmou José Ribamar, que aproveitou a ocasião para elogiar a atenção que ele recebe por parte dos profissionais. “Aqui o tratamento é muito bom, me sinto muito bem cuidado”, finalizou.

“Quem é morador da região Oeste e necessita de atendimento em pequenas urgências traumatológicas, não precisa se deslocar para o Ortotrauma ou Hospital de Trauma, consequentemente a fila de espera desses hospitais também diminui”, afirmou o diretor do Cais de Jaguaribe, Danilson Cruz, enfatizando a importância desse serviço para João Pessoa. “É dever da gestão dar suporte a uma demanda existente, e nisso, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, vem cumprindo seu papel”, finalizou.

Com investimentos na ordem de R$ 150 mil só na parte estrutural, o Pronto Atendimento tem capacidade para atender 1.500 ocorrências mensais, 1.300 atendimentos na clínica ortopédica e mais de mil serviços em fisioterapia. O local conta com salas de exames de raios X e imobilização, além do acompanhamento com fisioterapia para os casos mais complexos.