Praça da Paz recebe Feirinha de Artes e Gastronomia nesta sexta-feira

Por Fátima Sousa - em 367

Exposição de artes com direito a degustação de pães artesanais. É assim que os visitantes serão recepcionados na Feirinha de Artesanato nesta sexta-feira (10), das 16h às 21h, na Praça da Paz, nos Bancários. O evento, da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), coordenado pela Diretoria de Economia Solidária, Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan), promete levar novidades do projeto Mão na Massa e de grupos referendados pelas cozinhas comunitárias e unidades de inclusão produtiva.

A diretora da Dessan, Lúcia Silva, diz que a feirinha irá expor exclusivamente artigos produzidos por mulheres referendadas em cursos e oficinas realizadas nas unidades produtivas da Dessan. “Estarão presentes cerca de dez grupos”, informa Lúcia.

A Dessan, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), funciona hoje com cinco cozinhas comunitárias, a Cozinha Escola, o Centro de Inclusão Produtiva e Social Maria de Nazaré (Crispman) e UIPS Vestuário e a Marcenaria Escola.

A grande novidade na feirinha são os produtos do projeto Aproveitamento Integral da polpa do coco verde, uma parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), através do Departamento de Gastronomia.

“São dois projetos com a UFPB, o de panificação caseira, que ensina a mulher a fazer em casa o pão recheado com rapadura, e de aproveitamento da polpa do coco verde”, diz ela. Os produtos estarão expostos para a degustação na Praça da Paz. Também serão apresentados produtos produzidos pelas integrantes do grupo de doces e salgados gerado no Projeto Mão na Massa, que envolve mulheres das Cozinhas Comunitárias do Taipa e do Bairro dos Novaes, além de mostras de pães e bolos dos cursos do Crispman.

Expectativas – A feirinha é uma ação de grande expectativa das artesãs. Vera Lúcia Amorim, do Alto do Mateus, mãe de três filhos, diz que está bastante ansiosa. “Estamos trabalhando para que tudo dê certo e seja um sucesso”, destaca. Ela expõe artigos de corte e costura, crochê e chaveirinhos.

Vilma Cavalcante da Silva também está com expectativas promissoras quanto às vendas. Ela faz parte do grupo de Mulheres do Vieira Diniz, que trabalha com o projeto Mão na Massa. “Agradeço muito a força dada pela Prefeitura com a realização das oficinas. Espero vender tudo que iremos levar pra feirinha, para isso, estamos nos esforçando muito”, comenta.