Pré-natal realizado pela PMJP garante qualidade de vida para mães

Por - em 130

No mês das mães, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), oferece ações e serviços que visam garantir qualidade de vida para as mulheres desde o início da gravidez. Um desses é o pré-natal, disponível na rede básica de saúde. Quando a mãe tem uma gravidez de alto risco, é realizado um acompanhamento mais preciso no Instituto Cândida Vargas (ICV), feito na Unidade de Cuidados às Gestantes (UCG).

Segundo a Divisão de Assistência à Saúde da SMS, com base nos dados do Sisprenatal do período de primeiro de janeiro deste ano a 31 de março, 1.697 mulheres estão cadastradas no sistema e fazem o pré-natal nas Unidades de Saúde da Família (USFs), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Centros de Atendimento Integrado de Saúde (Cais). Deste total, a maioria (482) está na faixa etária de 20 a 24 anos. O número total pode ser maior, pois nem toda gestante é cadastrada.

De acordo com a técnica da Saúde da Mulher, da Divisão de Assistência à Saúde da SMS, Maria Francisca Claudino, o acompanhamento é feito do início ao fim da gestação. “As consultas são regulares e até o sétimo mês é feita uma consulta mensal. A partir daí são quinzenais e no último mês, semanal. O acompanhamento é feito por toda equipe e é extensivo até o período puerperal, que é o pós-parto”, disse Maria Francisca Claudino.

Conforme a técnica, durante o pré-natal a gestante realiza vários exames, que são oferecidos na rede municipal. Eles são colhidos no Cais mais próximo e são realizados no Laboratório Central Municipal (Lacen), com prioridade para a marcação. “Os exames são realizados a cada trimestre. Porém, as sorologias são feitas no segundo ou último trimestre”, explicou.

Pré-natal de alto risco – No caso da paciente ter algum problema de saúde, como hipertensão, diabetes, dentre outros, ela é encaminhada ao ambulatório do ICV, onde é realizado o pré-natal de alto risco. Mesmo com o encaminhamento para o ICV, onde é disponibilizado um acompanhamento multiprofissional, além de exames de rotina e ultrassonografia, a gestante continua sendo acompanhada, em paralelo, pela unidade de saúde.

A dona de casa Ana Carla Couto de Araújo, 35 anos, foi encaminhada para o ICV devido a diabetes gestacional e hipertensão. Aos oito meses de gravidez, ela deve dar à luz ao segundo filho em junho. “Fui ao PSF e descobri que minha gravidez era de risco. De imediato fui encaminhada para cá. Aqui eu estou bem acompanhada e minha glicemia e pressão estão normalizadas”, disse Ana Carla, que realiza consultas médicas a cada 15 dias.

De acordo com a obstetra Almira de Farias, o pré-natal é essencial para evitar e descobrir riscos para a mãe e o bebê durante a gestação. “Com o pré-natal é possível detectar doenças e iniciar o tratamento adequado”, disse a médica, lembrando que é importante começar o acompanhamento logo no início da gravidez e que no ICV o acompanhamento é multiprofissional.

Unidade de Cuidados às Gestantes – Segundo a coordenadora de Enfermagem e Ambulatório do ICV, Maria Lúcia Brandão, além do acompanhamento de obstetras, as mamães também têm acesso a serviço social, orientação nutricional, a um trabalho de fisioterapia durante a gestação, planejamento familiar, reumatologista, suporte de odontologia, além de acompanhamento psicológico, em que o companheiro da paciente também pode participar.

A coordenadora de Enfermagem e Ambulatório do ICV ainda lembrou que casos de gravidez com risco ainda maior são encaminhados à Unidade de Cuidados às Gestantes (UCG).

Edicleide Kátia de Moura Lima, 38 anos, será mãe pela segunda vez e é uma das pacientes da UCG. Ela está no 8º mês de gestação e apresentou perda de líquido amniótico, anemia e outros problemas de saúde, precisando de acompanhamento intensivo. “Comecei perdendo muito líquido e procurei a emergência da maternidade. Já estou aqui há 22 dias e estou sendo muito bem atendida. Estou só esperando o resultado de avaliações para ter meu segundo filho”, revelou.

Exames de rotina solicitados durante o pré-natal

– Hemograma

– Glicemia

– VDRL

– Tipagem sanguínea e Fator Rh

– Sumário de Urina

– Ultrassonografia

Sorologias

– HIV

– Toxoplasmose

– Hepatite B

– Citomegalovírus

– Rubéola