Preço da revelação fotográfica tem variação de até 178%

Por - em 170

O custo da revelação fotográfica varia até 178% entre as lojas especializadas de João Pessoa, como mostrou pesquisa feita pelo Procon Municipal. Também foi registrada queda de 16,6% no preço da foto digital mais tradicional (10 x 15) em relação ao levantamento realizado no primeiro semestre do ano passado.

Segundo a pesquisa, a variação da revelação 10 x 15 é de 98% e o menor preço encontrado foi de R$ 0,50 na Tabira, no Bessa. Já a revelação analógica do mesmo tamanho custa entre R$ 0,60 e R$ 0,69, variando 15% entre os estabelecimentos pesquisados. O menor preço está na Casa dos Fotógrafos, no Centro.

“O levantamento mostrou uma mudança nos valores cobrados pela revelação do tamanho mais tradicional de fotografia que é o 10 x 15. Enquanto observamos que o formato digital tem mais concorrência entre os estabelecimentos e baixou o preço, o analógico está mais caro porque em 2010 custava R$ 0,49. Isso reflete o avanço da utilização das câmeras digitais e da procura pela revelação”, avaliou o secretário executivo do Procon-JP, Sandro Targino.

A maior variação encontrada foi na foto digital 13 x 18, que custa entre R$ 0,79 e R$ 2,20, com menor preço na Tabira. Já a analógica tem a menor variação entre todos os tamanhos (13,3%). Os valores cobrados vão de R$ 1,50 a R$ 1,70, com o menor custo na Câmera Shop, no Centro.

A pesquisa do Procon também mostrou que a foto analógica de tamanho 15 x 21 varia 20%, indo de R$ 1,50 a R$ 1,80, sendo o menor preço encontrado na Casa dos Fotógrafos. Já a digital desse mesmo tamanho tem variação de 168,5% e chega a R$ 4. O menor preço, de R$ 1,49, foi encontrado na Tabira.

A revelação analógica das fotografias de tamanhos 20 x 25 e 20 x 30 têm o mesmo preço entre os estabelecimentos pesquisados (R$ 4). No entanto, a digital varia 25% nos dois casos, sendo que uma para menos e outra para mais. Enquanto no tamanho 20 x 25 custa entre R$ 3,20 (Tabira) e R$ 4, no tamanho 20 x 30 é encontrada entre R$ 4 e R$ 5. Esse menor preço é praticado por três lojas (Casa dos Fotógrafos, Neiva e Câmera Shop).

De acordo com a coordenadora de pesquisa do Procon, Nara Marques, os consumidores devem aproveitar o levantamento não apenas para encontrar as melhores opções de preço. “Além disso, algumas lojas fazem descontos em pacotes para revelar quantidades maiores, então os consumidores devem aproveitar esse poder de barganha”, afirmou.