Preço de material de construção tem variação de até 150% em JP

Por - em 24

O preço dos itens de material de construção pode variar em até 150%, na Capital. Foi o que constatou pesquisa realizada pelo Procon de João Pessoa entre os dias 15 e 16 deste mês em 17 estabelecimentos comerciais da cidade. De acordo com o levantamento, a maior diferença de preço foi a do Rebocal. Nos 11 depósitos pesquisados, no pacote com 20 quilos (kg), o menor valor foi R$ 3,00 (Depósito dos Construtores, no Rangel) e o maior R$ 7,50 (Mafecol, no José Américo).

O preço do milheiro de tijolo maciço apresentou variação de 102,4%. O consumidor que estiver atento à pesquisa do Procon pode economizar até R$ 430,00. O menor valor do milheiro de tijolo maciço foi encontrado a R$ 420,00, na Comag (Geisel), e o maior a R$ 850,00, no depósito Mafecol (José Américo). Já o milheiro de tijolo com oito furos, da marca Cincera, apresentou a diferença de preço de R$ 20,00. O menor valor pesquisado foi de R$ 400,00 e o maior R$ 420,00, variação de 5,0%.

A pesquisa do Procon-JP também mostra que uma grande diferença no preço do tubo de esgoto sold. de 25 metros, c/6mm (Fortlite). Entre os quatros depósitos pesquisados, foi constatado que o produto pode ser encontrado com o menor preço de R$ 8,79, no Lojão do Ferro – LDF (Ipês) e maior preço (R$ 15,78), no depósito O Mestre (Varadouro).

A pesquisa completa pode ser conferida na sede do Procon de João Pessoa, localizada na Avenida Pedro I, 331, Centro, ou através do site www.joaopessoa.pb.gov.br/procon.