Preço de ovos de Páscoa varia até 77,3% na Capital revela Procon

Por - em 34

Os preços dos ovos de Páscoa em João Pessoa têm uma variação de até 77,3%, de acordo com pesquisa realizada pelo Procon Municipal. Para ajudar os consumidores a economizar, o órgão comparou os preços de mais de 120 opções das principais marcas comercializadas nos supermercados da Capital.  Os pesquisadores encontraram o chocolate mais barato por R$ 3,59 e o mais caro por R$ 75,49 nos estabelecimentos.

De acordo com a pesquisa, divulgada nesta sexta-feira (30), o chocolate mais barato é o Ovo Garoto de número 9, de 50 gramas, que custa R$ 3,59 nos supermercados Santiago e La Torre . Nos outros estabelecimentos o produto pode chegar a R$ 4,99. Já o ovo mais caro é o Nestlé Classic Gianduia de número 21, de 600 gramas, por R$ 75,49 no Extra. Pesquisando, os consumidores podem encontrar mais barato por até R$ 63,99.

Já em relação à variação percentual de preço entre os estabelecimentos pesquisados, a maior diferença foi encontrada pelos pesquisadores do Procon-JP no Cacau da Amazônia da Garoto de número 20, que pesa 375 gramas e que é vendido de R$ 32,99 a R$ 58,49. Com a diferença de 77,3%, os consumidores podem economizar até R$ 25,50 pela unidade.

Para as opções da marca Nestlé, a maior diferença de preço foi verificada no Suflair número 20, de 400 gramas, que custa de R$ 19,78 a R$ 33, 29, o que representa uma variação de 68,3% entre os estabelecimentos pesquisados. O menor preço foi encontrado no Hiper Bompreço e o maior no Extra.

Já os ovos de Páscoa da Lacta possuem uma variação de preço de até 31%, no caso do Hello Kitty número 12, de 120 gramas. O chocolate é vendido de R$ 12,89 a R$ 16,89 entre os estabelecimentos pesquisados. O menor preço foi verificado no Bem Mais e o mais alto no Hiper Bompreço.

Cuidado com brinquedos – De acordo com o secretário executivo do Procon de João Pessoa, Sandro Targino, os consumidores devem ficar atentos não só aos preços dos ovos de Páscoa, mas também, às normas de segurança. “Alguns ovos possuem brinquedos e os pais devem ter cuidado, verificando se estão se acordo com a idade dos filhos e se são aprovados pelo Inmetro”, destacou.

Ele esclareceu que os consumidores devem observar se a embalagem contém o selo com a idade e o alerta “Atenção: contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade”. Outra recomendação é observar bem se a embalagem está em boas condições de armazenamento, longe de produtos de limpeza ou tóxicos, e também se há sinais de violação do conteúdo, com parte amassadas ou com furos.

Dicas – O Procon-JP também orienta os consumidores que fiquem atentos ao peso do chocolate, pois os números indicados não são correspondentes entre os fabricantes. Por isso, antes de comprar é preciso verificar o rótulo, com informações do fabricante, data de validade, peso e composição.

Os cuidados também devem ser seguidos para os ovos caseiros. Os consumidores devem obter referência de quem fabrica, verificar se é possível degustar ou até mesmo conhecer o local de produção.

Clique no link para pesquisa completa