Preço de pescado chega a variar até 120,3%, diz pesquisa do Procon-JP

Por - em 20

O preço do pescado varia em até 120,3% na Capital. Foi o que constatou uma pesquisa realizada pelo Procon de João Pessoa nas terça e quarta-feira desta semana (dias 18 e 19). Foram visitados três supermercados da cidade e ainda nove boxes instalados no Mercado do Peixe de Tambaú.

O produto com maior oscilação de preço é o quilo do peixe ‘dourado’ com cabeça, que custa entre R$ 5,90 (Supermercado Extra) e R$ 13,00 (feiras livres), uma diferença de R$ 7,10 no quilo. Dentre os quilos de peixe comercializados sem cabeça, a maior variação foi do ‘arabaiana’, chegando a 53,8%. O quilo pode ser comprado com valores entre R$ 13,00 e R$ 20,00.

Além do peixe, a pesquisa envolveu também o preço de frutos do mar, produtos bem procurados na Semana Santa. A oscilação de preço chegou a 100,2%, referente ao quilo do marisco. O produto pode ser encontrado com valores entre R$ 4,99 e R$ 9,99, uma diferença de R$ 5,00.

Queda no preço – Com relação ao ano passado, os preços permanecem na média e em alguns casos os produtos tiveram uma pequena baixa, como alguns frutos do mar. E outra boa notícia, alguns supermercados estão dando descontos especiais.

Contudo, vale lembrar que geralmente a feira livre é a melhor opção, mas é preciso ficar de olho na higienização do ambiente e acondicionamento do produto. O peixe deve estar com guelras vermelhas, olhos salientes, corpo rígido e escamas que não se soltem com facilidade. Já o camarão deve estar firme e com a carapaça presa ao corpo.

No caso dos produtos industrializados, deve-se verificar as informações contidas no rótulo, como a data de validade. Para quem for adquirir o peixe no balcão em mercados públicos é necessário verificar se o gelo utilizado para a refrigeração do pescado é proveniente de água potável.