Preço do quilo do fígado bovino apresenta variação de até 103%

Por - em 157

O consumidor deve ficar atento para não pagar mais caro pelo mesmo produto. Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (16) pelo Procon-JP mostra os valores praticados em dez supermercados da cidade referentes ao quilo da carne, do frango e do peixe. No segmento de carnes, o fígado bovino é o que aparece com maior oscilação de preço, atingindo 103%. O produto pode ser encontrado com valores entre R$ 3,69 e R$ 7,49.

Na última pesquisa desses produtos (peixe, carne e frango) realizada pelo Procon-JP, no começo de junho deste ano, o fígado bovino era o item com maior variação, chegando a 94,5%, com preços entre R$ 3,85 e R$ 7,49.

A maior variação detectada neste levantamento de preços foi do quilo do filé de salmão, que atingiu 163,8% e custa entre R$ 21,90 e R$ 57,99. Outro produto que apresentou grande variação foi a sardinha (com cabeça), que chega a 151,7%, sendo comercializado na Capital com valores entre R$ 4,39 e 11,05, uma diferença de até R$ 6,66 no quilo.

Em relação ao frango, a maior diferença de preço é do quilo do peito congelado, que chega a R$ 4,01. O produto é comercializado com valores entre R$ 2,89 e R$ 6,90. Com isso, ao comprar no local que oferece melhor preço, o consumidor pode economizar e levar dois quilos de frango pelo preço de um.

Vale ressaltar que em relação aos valores das carnes, frangos e peixes encontrados nos supermercados, a diferença de preço pode ocorrer por causa da forma como o produto é comercializado. Há preços diferentes para os produtos oferecidos fatiados em bandejas, cortados em pedaços maiores ou na venda da peça inteira.

A pesquisa pode ser consultada no site da Prefeitura (www.joaopessoa.pb.gov.br), no link Procon, em Pesquisas de Preço, ou ainda na sede do órgão, localizada na Av. Pedro I, 331, Centro.