Prefeito anuncia implantação de Unidade de Inclusão no Grotão

Por - em 27

O prefeito Ricardo Coutinho inaugurou na tarde desta terça-feira (23) a primeira Unidade de Inclusão Produtiva em Vestuários, cuja sede está instalada no bairro do Alto do Mateus. A unidade vai oferecer cursos técnicos e qualificação às costureiras e pessoas inseridas no programa Bolsa Família, do Governo Federal, que tenham aptidão ou desejam se especializar na confecção de vestimentas e assessórios. O curso terá a duração de três meses por turma e, no primeiro momento, terá a capacidade de atender 390 alunos por ano.

O prefeito Ricardo Coutinho falou da importância do projeto como fonte de geração de emprego e renda, ressaltando a experiência inovadora da gestão pública no que diz respeito ao investimento na área de vestuário. “Sem dúvida alguma, políticas públicas voltadas à educação e geração de emprego e renda são fundamentais para a inclusão social, e isso estamos fazendo de maneira concreta”, analisou.

Ricardo anunciou que outras unidades similares à do Alto do Mateus serão instaladas na Capital, citando, como exemplo, o bairro do Grotão, que terá uma parceria entre a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e a a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf). “ A gestão investiu, só na microeconomia, 18 milhões de reais. Algo nunca feito antes na cidade. Com isso, geramos emprego e renda para a população, oferecendo cidadania para os mais carentes e contribuindo para a diminuição da violência”, observou o prefeito.

O secretário de Desenvolvimento Social (Sedes), Lau Siqueira, ressaltou a importância do projeto enquanto instrumento que possibilitará as famílias em vulnerabilidade social ter uma qualificação de trabalho, “ e realizar processos de formação social e cidadã, de qualificação para o trabalho para grupos de produção”.

Siqueira argumentou que, na linha de pensamento desenvolvida pelo projeto, “há o intuito de fortalecer cadeias produtivas através da ligação de grupos de produção de confecção, vestuário e artesanato para atender as demandas das atividades nessas áreas”.

Cursos
– A Unidade de Inclusão Produtiva e Vestuário do Alto do Mateus vai oferecer cursos de costura, confecção de lingerie, lycra e serigrafia. Serão formadas inicialmente, duas turmas, sendo uma de iniciantes e outra com o grupo de produção de Economia Solidária (Ecosol) Mulheres da Beira da Linha, que foi formado em 2006, a partir do trabalho de rede desenvolvido pelo CRAS e seus parceiros.

O projeto será coordenado por um Comitê Gestor constituído por representantes do Poder Público Municipal, da sociedade civil e da própria comunidade. O prédio comporta uma ampla sala de aula, ateliê, serigrafia, câmara escura e anti-câmara, além de administração, copa-cozinha, duas baterias de banheiros, estacionamento, pátio calçado, jardins circulando todo o prédio e sala de exposição (loja).