Prefeito e presidente do TJPB, Joás de Brito, visitam obras do novo Complexo Judiciário

Por Flávio Asevêdo - em 843

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (TJPB), Joás de Brito, visitaram, na manhã desta sexta-feira (2), as obras do Complexo Judicial Desembargador João Sérgio Maia, no Cidade Verde, em Mangabeira. Luciano foi conhecer o novo prédio do TJPB, que foi construído em um terreno cedido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através de uma parceria, na qual também serão instalados equipamentos para benefício da comunidade local. No espaço, funcionarão duas salas de mediação, conciliação e solução de conflitos, um auditório, uma biblioteca e equipamentos para atividades físicas, além do almoxarifado, arquivo e depósito do TJPB.

“Firmamos uma parceria importante entre a Prefeitura de João Pessoa e o Tribunal de Justiça, para ceder este terreno à medida em que todos saem ganhando, pois o Tribunal passa a ter novas instalações e a Prefeitura consegue benefícios também para a população, que passa a ter um espaço com serviços sendo oferecidos. Além da harmonia entre os poderes, parcerias como esta são importantes para oferecer serviços e melhorar a qualidade de vida da população”, afirmou Luciano Cartaxo.

O presidente do TJPB agradeceu ao prefeito Luciano Cartaxo pela parceria e disse que em breve o novo prédio já estará funcionando. “Houve a cessão do espaço pela Prefeitura para que o Tribunal de Justiça construísse três galpões, onde vão funcionar o almoxarifado, o arquivo e o depósito, e em contrapartida, fizemos um Centro Comunitário para a comunidade local, onde terá uma biblioteca, um auditório e duas salas de conciliação e mediação de conflitos, para ajudar a resolver os conflitos e evitar a judicialização de conflitos pequenos. A obra está concluída e brevemente estaremos equipando para iniciar o funcionamento”, afirmou.

O prefeito foi acompanhado do procurador-geral do Município, Adelmar Azevedo Régis, que destacou que a cessão teve autorização legislativa. “É uma parceria exitosa tanto para o Poder Judiciário como para o Poder Executivo Municipal, já que vai de encontro a todos os interesses da comunidade”, declarou Adelmar.