Prefeito entrega as chaves de 126 apartamentos no Cristo

Por - em 21

O prefeito da Capital Ricardo Coutinho (PSB) proporcionou a realização do sonho da casa própria a mais 126 famílias de funcionários públicos, ao entregar na manhã desta terça-feira (15) as chaves dos apartamentos dos Condomínios Cristo e Vitória, ambos situados no bairro do Cristo Redentor, numa solenidade realizada no local, à rua Ranieri Mazzilli. É mais um empreendimento habitacional fruto de parceria entre a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e Governo Federal, por meio do Programa de Arrendamento Residencial (PAR) da Caixa Econômica Federal (CEF).

Presentes à solenidade de entrega das chaves alguns secretários municipais, como a titular da pasta da Habitação Social (Semhab), Emília Correia Lima; o superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF) na Paraíba, Jorge Gurgel, além do arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto e os funcionários públicos cadastrados há cinco anos para receber esses imóveis.

Fim da espera – Homens e mulheres que acreditaram em ter um teto próprio para morar estavam lá para constatar que o sonho se tornara realidade. Foram quase oito anos de espera desde a inscrição em 2000, depois o sorteio em 2001, o início da construção, o abandono da obra, a invasão de outras pessoas que também não tinham onde morar, até chegar aquele momento. A partir desta data, cada proprietário já poderá se mudar com a família para uma moradia própria e digna.

“As pessoas podem até conseguir viver sem um emprego, fazem bico aqui e ali, mas não sem um teto, que representa a dignidade e a proteção da família. Quando pagamos aluguel, temos a impressão de que caminhamos, caminhamos e nunca saímos do lugar. Por isso, esse momento é tão especial, pois cada morador vai pagar uma prestação de R$ 235,00, mas pelo que é seu”, relatou Ricardo Coutinho.

Ele acrescentou que o mais importante é que todas as moradias entregues pelo Governo Municipal têm a garantia de um conceito de habitabilidade. “Não construímos apenas casas e colocamos as pessoas para morar. Damos a elas condições dignas de moradia, com infra-estrutura, saúde, educação e lazer. Dessa forma, ainda este ano vamos construir aqui bem perto uma praça nos padrões das que estamos entregando desde o início da gestão. A Igreja católica nos doou o terreno e vamos executar o projeto”, afirmou o prefeito.

Harmonia – Já o superintendente da Caixa, Jorge Gurgel, disse que nunca encontrou um parceiro público municipal que tivesse tanta afinidade e facilidade para realizar projetos de moradia. “Posso afirmar com toda certeza que nunca presenciei uma consonância tão grande entre as propostas do Governo Federal e Governo Municipal. Todos os projetos andam sempre em harmonia. Nunca tive tanta facilidade com um órgão público para realizar esses projetos, principalmente na área de habitação. O Governo Federal tem um programa e a Prefeitura entra em consonância com as diretrizes, elabora o projeto e facilmente realiza-o. Sinto-me muito feliz com essa afinidade”, disse Gurgel.

Dignidade – No Condomínio Cristo, 64 famílias já são proprietárias e 62 outras do Condomínio Vitória. Os apartamentos têm uma área de 51 metros quadrados, com dois quartos, sala, varanda, cozinha, área de serviço, WC social e espaço para garagem. O valor total dos dois empreendimentos é R$ 3.906.000,00 e cada apartamento está avaliado em R$ 31.000,00. Os imóveis foram construídos pelo Programa de Arrendamento Residencial (PAR) e o valor da prestação será de R$ 235,00.

Felicidade – Maria de Fátima Lopes, uma das contempladas, disse nunca ter perdido as esperanças e não escondia a felicidade de realizar o sonho da casa própria. “Meu presente tão sonhado e esperado e que agora a Prefeitura me deu. Foram mais de sete anos de espera, mas não perdi as esperanças. Moro até hoje com meus pais, tenho 38 anos e agora tenho o meu canto e não vejo a hora de me mudar, de arrumar o meu apartamento. Esperei muito por esse momento”, enfatizou ela, relembrando quando fez a inscrição no Tambiá Shopping logo após a inauguração do empreendimento há alguns anos atrás.