Prefeito entrega sinalização do Centro Histórico de JP

Por - em 36

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) inaugurou a primeira etapa do Projeto de Sinalização Turística para Pedestres do Centro Histórico da Capital, na tarde desta sexta-feira (5). A atividade faz parte das homenagens ao aniversário de um ano do tombamento dessa parte da cidade como patrimônio nacional, ocorrido em 6 de dezembro de 2007, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Foram implantadas 22 placas nesta primeira fase do projeto, todas localizadas nos pontos turísticos que ficam no entorno da Igreja de São Francisco, a exemplo do Casarão dos Azulejos, Solar do Conselheiro e Academia Paraibana de Letras. As placas foram instaladas tanto nas ruas, com informações sobre a direção das edificações tombadas, como também nos prédios, contando um pouco da história desses espaços.

O prefeito Ricardo Coutinho disse que a iniciativa faz parte das ações do município para preservar a área e a memória do lugar onde a cidade nasceu. Ele lembrou que a Capital paraibana tem 423 anos e que é uma dos poucos municípios brasileiros que conserva a maioria dos espaços de seu centro histórico, como o traçado original das ruas e também as fachadas e interiores de seus imóveis.

Conservação – Ele aproveitou ainda para fazer um apelo a população, para que as pessoas preservem as placas. “A Prefeitura não pode colocar um vigilante em cada uma dessas placas, por isso, pedimos para que a população zele por esses materiais”, comentou.

O secretário municipal de Turismo (Setur), Elzário Pereira Júnior, lembrou que o programa é pioneiro no Estado e que além de ser de grande utilidade para os visitantes que chegam à cidade, também serão úteis para os moradores que desconhecem a história da Capital. Ele lembrou que o programa foi realizado a partir de parceria com o Ministério do Turismo, através da Secretaria Nacional de Políticas Públicas.

Selo – Depois da inauguração das placas houve a solenidade de lançamento do selo comemorativo ‘Centro Histórico do Município de João Pessoa’, de iniciativa da Empresa de Correios e Telegráfos (ECT), realizada no Centro Cultural São Francisco.

O selo é composto por uma aquarela do artista plástico Sóter Carreiro. Também no São Francisco houve ainda a apresentação da ‘Associação de Violões Pavio’. O grupo é formado por professores e alunos concluintes do curso de Música da UFPB.

Projeto – A sinalização turística para pedestres no Centro Histórico de João Pessoa corresponde a dois roteiros – Cidade Alta e Baixa. O investimento geral é de R$ 129.642,50, frutos de parceria entre a PMJP e Ministério do Turismo. A idéia é distribuir 162 placas.

Das placas já instaladas até a conclusão do projeto, 78 são direcionais, colocadas nas ruas. Outras 84 são interpretativas. Dessas, 28 unidades ficarão dentro dos monumentos e 35 serão colocadas nas fachadas dos mesmos. Sete serão de bronze e indicarão os bens federais tombados. A expectativa é que a instalação seja concluída até o mês de fevereiro do próximo ano.

Ainda segundo o projeto, haverá três placas chamadas de mirantes. Elas são maiores que as demais e possuem informações referentes a regiões do sítio histórico. Outras 11 vão orientar áreas tombadas em grande circulação de pedestres. Os textos que compõem as placas foram compostos e revisados sob a responsabilidade da Coordenação de Proteção dos Bens Históricos e Culturais de João Pessoa (Probech-JP), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Setur, Comissão Permanente de Revitalização do Centro Histórico, Associação Centro Histórico Vivo (Achervo) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep).