Prefeito inaugura “Estação do do Livro” no bairro do Rangel

Por - em 48

O prefeito Luciano Agra esteve na Praça da Amizade, no bairro do Rangel, na noite desta quarta-feira (05) para entregar a comunidade pessoense mais uma unidade do projeto ‘Estação do Livro’. O chefe do executivo municipal foi o primeiro usuário a fazer o cadastro e levar para casa um, dos 300 exemplares disponibilizados para empréstimos a comunidade. O livro escolhido foi ‘O chapéu Mexicano’, do escritor Aldous Huxley.

“Este é um projeto pioneiro e que vem sendo desenvolvido de forma exitosa. A receptividade da comunidade é bastante positiva, tanto para empréstimos, como para doações dos livros. O nosso grande objetivo é criar o hábito de leitura de qualidade, iniciado a partir da infância. Estamos fazendo isto com a rede de estações, que será articulada com a biblioteca municipal, que será inaugurada em breve”, frisou o prefeito.

Um grupo de crianças, que diariamente frequenta a praça para brincar nos equipamentos, também estava bastante entusiasmado com a novidade que chegava ao bairro. A permuta dos livros só será iniciada oficialmente nesta quinta-feira (06), mas curiosos, os amigos com idades entre 09 e 13 anos, visitavam a Estação do Livro. “Gosto muito de ler. Sempre pego emprestado livros na escola, mas aqui é bem mais perto de casa”, disse o estudante João Batista de Souza, de 09 anos.

Muita gente foi conhecer o espaço. Assim que os moradores chegavam, eram recepcionados com a seguinte frase escrita em um cartaz afixado na parede: “Nosso corpo precisa de exercício e a nossa mente precisa de leitura”. A frase resume a proposta da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) de João Pessoa, que é investir no conhecimento e possibilitar o acesso à leitura para todos os níveis sociais. “Esta é a terceira Estação de muitas outras que iremos entregar. A praça agora é um espaço de lazer, bate papo e também de leitura. Temos que disseminar o hábito, a cultura da leitura. O livro é um companheiro, que dialoga com você. E já diziam alguns poetas ‘a grandeza se dá pelos homens e pelos os livros’”, destacou o secretário adjunto de Educação, professor Rômulo Gondim.

O coordenador do projeto, Marcos Paulo, disse que a “Estação do Livro” do Rangel foi organizada com exemplares, exclusivamente, doados pela população, o que demonstra o engajamento de todos. “A campanha de arrecadação de livros está sendo bem aceita pelos moradores. Diariamente chegam centenas de livros nos vários postos de coleta espalhados pela cidade. E isto é muito bom, já que muitas vezes o primeiro contato das crianças com a leitura acontece neste espaço, que é de fácil acesso e vêm suprir a sede de informação”, disse Paulo.

O poeta e repentista Oliveira de Panelas, que também é morador do bairro, esteve presente a solenidade. Bastante feliz com a iniciativa, ele disse; “Já dizia Castro Alves, a Praça é do povo. Parabéns por este trabalho, por esse empenho. Força para o corpo, força para a mente. Livro doado, tudo de melhor que você tem”, declarou.

Funcionamento – O espaço, dedicado ao empréstimo de livros e revistas, disponibiliza exemplares de vários gêneros literários e para todas as idades. Para a criançada estão títulos como: ‘O jogo das palavras mágicas’, ‘Como nasceu a alegria’, ‘O colecionador de pedras’ e ‘Diga paz’. A Estação do Livro na Praça da Amizade vai funcionar das 15h30 às 19h30. Dez estagiários dos cursos de Letras e Pedagogia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) se revezam no local para auxiliar os frequentadores sobre a escolha dos livros. Para fazer o cadastro, o usuário precisa apenas do comprovante de residência e o número de telefone para contato. Depois de preencher a ficha com os dados pessoais, o morador já pode pegar emprestado o livro. Este ficará com o exemplar por sete dias, sem pagar nada por isto.

Esta é a terceira melhoria que a Prefeitura de João Pessoa realiza naquele espaço público. Primeiro foi à reforma da praça, que hoje conta com a total infraestrutura como quadras de esporte, área de lazer para as crianças e um anfiteatro. Na segunda ação, foi implantada a academia ao ar livre. E agora, por último, a inauguração da ‘Estação do Livro’, projeto voltado à cultura.