Prefeito inaugura novo Estádio da Graça com festa e homenagens

Por - em 191

Um domingo de festa, homenagens e futebol marcou a inauguração no novo Estádio da Graça, no bairro de Cruz das Armas. Reconstruído pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), o antigo estádio Leonardo da Silveira ganhou novas dimensões, uma estrutura capaz de receber competições de nível nacional e até 4 mil torcedores. Uma obra com investimentos de R$ 3,7 milhões e que promete ser palco para grandes partidas de futebol dentro do Estado.

“Hoje temos um estádio com condições de receber qualquer jogo, com arquibancadas cobertas, feitas de concreto armado, e preparado para atender tranquilamente um público de quatro mil pessoas. O campo da Graça agora está apto para servir ao esporte amador, ao esporte profissional e inclusive servir como subsede para jogos da copa de 2014”, destacou o prefeito Ricardo Coutinho.

Cerca de 1,8 mil pessoas participaram da inauguração do novo estádio. Durante a solenidade de inauguração, o prefeito Ricardo Coutinho agradeceu toda a equipe que trabalhou para a reconstrução do estádio Leonardo da Silveira. Ricardo descerrou duas placas: uma pela inauguração do estádio e uma outra em homenagem aos operários que trabalharam na obra.

Estrutura – Com a reforma, o estádio da Graça ganhou medidas e estrutura adequadas às determinações da Federação Internacional de Futebol (FIFA) e ao Estatuto do Torcedor. O campo tem 64 metros de largura por 100 de comprimento, três lances de arquibancadas cobertas, moderna iluminação, novo gramado, sete cabines de imprensa, tribuna de honra, dois bares e seis baterias de banheiros.

A obra realizada pela Prefeitura da Capital resultou em vestiários específicos para jogadores profissionais, amadores e para os árbitros. O estádio ainda conta com postos médico e policial, acesso facilitado às ambulâncias e viaturas da polícia, além de nova fachada e espaço ampliado para os torcedores que estiveram em fila para compra de ingressos durante as competições. “Depois de alguns meses de trabalho, terminamos com a sensação de missão cumprida”, frisou o secretário de Infraestrutura (Seinfra), João Azevedo.

Homenagens – Durante a festa deste domingo, vários ex-jogadores também receberam homenagens da PMJP. “Isso aqui, hoje, é um sonho para todo esportista. Não só a capital, a Paraíba está de parabéns”, disse o ex-jogador Miguel de Almeida, conhecido como o ‘Mineiro’. “Isso aqui está muito bonito”, falou também Ednaldo José dos Santos, o ‘Naldinho’. “O que era para ter sido feito há 40 anos, foi feito agora. Está magnífico”, completou emocionado o ex-jogador Rosivaldo Nunes da Costa, o ‘Marajó’.

Estímulo ao esporte – Para o secretário adjunto de Esportes de João Pessoa (Sejer), Ricardo Prado, o estádio da Graça, além de estar dentro das normas da Fifa, voltou a ser uma opção mais central na cidade de João Pessoa para os jogos estaduais. “Como está bem localizado, vai permitir aos torcedores maior segurança na hora de ir assistir aos jogos”, disse ele.

Segundo o secretário, o novo estádio será também utilizado para receber estudantes das escolas do município. Uma das ideias da Prefeitura é formar uma equipe profissional que leve o nome do próprio estádio com alunos de escolinhas de futebol dos bairros da capital. “Os estádio também poderá ser palco para jogos de futebol dos bairros e para o esporte amador, a partir de alguns critérios,” destacou.

A solenidade desse domingo (28) contou com a participação de secretários da administração municipal, representantes do legislativo, religiosos e de moradores das comunidades vizinhas, que estavam ansiosos para conferir o resultado das obras realizadas pela prefeitura durante os últimos meses. “Estava ansioso para saber como tinha ficado a obra. Ficou excelente. Uma obra para a comunidade de Cruz das Armas e de toda João Pessoa”, disse orgulhoso o soldador Eduardo Galdino, morador do bairro que fez questão de conferir a inauguração promovida pela prefeitura da capital.

O evento, que recebeu bênçãos de representantes da Igreja Católica, evangélica e dos cultos africanos, teve também as presenças da Banda Municipal 5 de Agosto, de bandas marciais de escolas da PMJP, do Samu e de agentes da Guarda Municipal.