Prefeito lança projeto que vai resgatar a história da Capital

Por - em 22

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) lançou, oficialmente, na noite desta sexta-feira (26), o projeto ‘João Pessoas – A memória da cidade’, que vai contar a história da Capital paraibana através da vivência e dos depoimentos dos próprios moradores. Personalidades notórias ou anônimas darão uma grande contribuição para a preservação da memória urbana, que será registrada em livro e DVD. O objetivo é reunir essas informações de vida, para futuros acessos públicos – com a criação de uma biblioteca e museu – como também disseminar o conhecimento para o desenvolvimento pessoal e coletivo.

De acordo com o prefeito, em aproximadamente três meses, as seis primeiras personalidades biografadas, que vão contar a alma da cidade através do próprio olhar, estarão perpetuadas em livro e vídeo, sob responsabilidade da Secretaria de Comunicação Social e TV Cidade de João Pessoa. São elas: Ascendino Leite (poeta); Mário Di Lascio (arquiteto); Gonzaga Rodrigues (jornalista); Parrá (músico); Manoel Jaime (médico) e as irmãs Tereza e Josefa, que são proprietárias de uma barraca, localizada na Rua Visconde de Pelotas.

“A grande importância desse projeto é resgatar a memória histórica da Capital paraibana através da alma e do olhar dos próprios moradores. Ou seja: daqueles que fizeram, fazem e vão fazer muito por nossa cidade. Já perdemos muitos anos de registro, muitas histórias de vida e acontecimentos. Precisamos preservar o passado para tirarmos lições no presente e pensar o futuro”, relatou o prefeito.

O secretário da Comunicação, Nonato Bandeira, ressaltou a importância desse trabalho para que essas informações sejam registradas e perpetuadas para toda vida. Segundo ele, uma das pretensões do Governo Municipal é que a cidade de João Pessoa ganhe um museu da imagem e do som, onde as pessoas poderão gravar seus depoimentos, contar seus relatos de vida e que isso fique guardado como resgate histórico.

A solenidade de lançamento aconteceu no Centro Cultural Casarão 34, na Praça Dom Adauto, no Centro da Capital, e contou com as presenças de secretários municipais, jornalistas, como Biu Ramos – que na ocasião relatou ser esse evento um dos acontecimentos mais importantes que ele presenciou em toda sua vida: a eternização da memória da cidade de João Pessoa. Além dessas pessoas, artistas e sociedade em geral marcaram presença no lançamento do projeto.