Prefeito pede instalação telefones públicos para pessoas com deficiência

Por - em 20

A cidade de João Pessoa deve ganhar novos telefones públicos adaptados para pessoas com deficiências auditivas e motoras. O pedido foi feito à OI, pelo prefeito Ricardo Coutinho, no último mês de julho. Esta semana, o setor de Relações Institucionais da empresa de telefonia informou que os técnicos já estão visitando os 60 locais que foram listados, para verificar a viabilidade da instalação dos orelhões. A Capital tem mais de 78 mil pessoas com algum tipo de deficiência física, incluindo surdos e cadeirantes, que normalmente não têm acesso aos telefones públicos comuns.

O prefeito Ricardo Coutinho encaminhou o pedido para instalação de 100 telefones, sendo 40 para deficientes auditivos e 60 para motores, em 60 prédios e locais públicos da cidade, incluindo cinco shoppings (Tambiá, Manaíra, Cidade, Mag e Sul), escolas municipais e estaduais, entidades que atendem pessoas com deficiência (a exemplo da Funad, Sociedade Pestalozzi e Instituto dos Cegos), unidades de saúde (como os hospitais de Trauma e Napoleão Laureano e as sedes dos cinco distritos sanitários) e os Procons estadual e municipal. A OI se comprometeu em analisar todos os locais listados e informar quais poderão receber os aparelhos.

A instalação dos orelhões vai atender, também, solicitação feita pela Procuradoria da República da Paraíba, através de um procedimento administrativo que visa atender o plano de universalização dos serviços públicos. A empresa de telefonia informou que o pedido estava em análise e que técnicos já estavam visitando os locais para verificar a viabilidade da instalação, já que os aparelhos para deficientes auditivos, por exemplo, precisam estar em locais cobertos protegidos da ocorrência de chuvas, para evitar danos. Também está sendo verificado se há pontos de energia elétrica e outras condições de infra-estrutura, além da necessidade dos aparelhos, que seria determinada pela circulação de pessoas.